Portal da USP Portal da USP Portal da USP

Chamada para Dossiê

Nos anos recentes, houve um aumento exponencial de pesquisas dedicadas aos estudos históricos sobre as sociedades africanas. No Brasil, se num primeiro momento, a atenção se voltou para o universo atlântico e as interfaces históricas entre os dois lados do oceano, nos últimos anos, as interações culturais e históricas entre os vários povos que se encontram articulados na História do Índico têm despontado como um campo de grande potencialidade investigativa. Nele, a região do atual Moçambique surge como objeto singular em trabalhos que, no geral, convergem para o campo da História Social, uma nítida vocação de nossa formação.

 

O objetivo deste dossiê é o de reunir um conjunto de estudos fundamentados em pesquisas empíricas e debates teórico-metodológicos visando à divulgação da produção acadêmica atual, especialmente, mas não só, aquela produzida no Brasil e em Moçambique, cuja temática contemple a História Social de Moçambique na sua relação com a África Austral, o Índico e o Atlântico, entre os séculos XV e XXI. A intenção é contemplar os debates mais recentes e incrementar a constituição de redes de pesquisadores na área, contribuindo para o fortalecimento de vínculos cooperativos Sul-Sul. 

 

Na organização do dossiê, pretende-se privilegiar:

(a) estudos relativos à produção mais recente desenvolvidos em torno de temáticas da História Social, tais como: relações de trabalho, de produção e de circulação de mercadorias, discussões sobre escravidão e suas formas análogas, sobre o trabalho africano antes e durante o colonialismo, relações de gênero, formas de resistência, circulação de saberes e de visões cosmológicas, expressões e intercâmbios culturais e processos de patrimonialização da cultura;

(b) pesquisas de caráter interdisciplinar, enfatizando os ganhos advindos dos diálogos com a Antropologia, a Literatura, a Arqueologia, entre outras disciplinas;

(c) trabalhos que focalizem as interações entre histórias regionais e os contextos mais amplos do Índico e do Atlântico, bem como os nexos históricos entre Moçambique e as sociedades circunvizinhas;

(d) estudos que façam uso de fontes diversas, potencializando a discussão sobre sua natureza e a importância da crítica documental, bem como sobre a constituição de arquivos, museus, instituições de ensino e de pesquisa.

 

Os artigos deverão ser enviados para a Revista de História, do Departamento de História da USP, até 31 de janeiro de 2018 e seguir os trâmites usuais de submissão e avaliação, de acordo com as normas da revista disponíveis no endereço: http://www.revistas.usp.br/revhistoria/about/submissions#authorGuidelines.