A elite baiana face os movimentos sociais, Bahia 1824-1840

  • João José Reis Curso de pós-graduação da Universidade de Mînnesota (USA).
Palavras-chave: Bahia, Século XIX, movimentos sociais

Resumo

O processo de desligamento do Brasil em relação à metrópole portuguesa tem sido estudado, sobretudo, da perspectiva que vê na elite nativa o único grupo social que contribuiu para a dinâmica desse processo. Porem, se é essa elite  quem vai, finalmente, dirigir O afastamento político entre o Brasil e Portugal, as contradições metrópole-colônia, que se intensificaram em fins do século dezoito e início do dezanove, esconderam sob sua carapaça ideologias e estratégias políticas divergentes. Estas, muitas vezes foram, por sua vez, de encontro  com os interesses dos grandes proprietários e comerciantes que constituíam a elite colonial nativa. Frequentemente, nos movimentos nordestinos que antecederam a independência de 1822-1823, tendências mais radicais — que entre outras coisas incluíam em seus programas a eliminação do trabalho escravo — coexistiram lacla a lado com tendências conservadoras, estas sempre se firmando ante as primeiras.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
1976-12-30
Seção
Artigos