A antiguidade tardia, a queda do Império romano e o debate sobre o "fim do mundo antigo"

  • Carlos Augusto Ribeiro Machado University of Saint Andrews
Palavras-chave: Antiguidade tardia, Império romano, historiografia

Resumo

A Antiguidade tardia está hoje consolidada seja como campo de estudos ou como um período histórico. No entanto, desde sua concepção até a sua “explosão”, para usarmos uma expressão de Andrea Giardina, esta periodização colocou questões historiográficas de imensa importância que permanecem pouco exploradas. Ao chamar a atenção de estudiosos e leitores em geral para as continuidades entre o mundo antigo e o período que o seguiu, a Antiguidade tardia deixa de lado importantes questões que eram fundamentais para uma historiografia mais tradicional e que continuam relevantes como o problema da assim chamada queda do Império romano. Neste artigo, pretendemos discutir estas questões, levando em considerações os importantes desenvolvimentos observados nas últimas décadas.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carlos Augusto Ribeiro Machado, University of Saint Andrews

Formado em História pela Universidade Federal Fluminense, mestre em História Econômica pela Universidade de São Paulo e doutor em História Antiga pela Universidade de Oxford, Inglaterra. Professor (lecturer) de História Antiga na School of Classics da Universidade de Saint Andrews, Escócia. Diretor do Centro de Estudos sobre a Antiguidade Tardia da Universidade de Saint Andrews

 
Publicado
2015-12-17
Seção
Artigos