A abolição do estanco do sal e a arquitetura de poderes na Capitania de São Paulo 1795-1806

  • Bruno Aidar Universidade Federal de Alfenas
Palavras-chave: Abastecimento, contrato do sal, Capitania de São Paulo

Resumo

Considerada um dos pilares das reformas liberais do Império colonial português ao início do século XIX, o objetivo do artigo é analisar a abolição do estanco do sal a partir da dinâmica dos poderes locais e regional na capitania de São Paulo. O estudo destaca os interesses envolvidos no abastecimento de sal e as mudanças na arquitetura de poderes no interior da capitania decorrentes do encaminhamento da reforma de 1801. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Bruno Aidar, Universidade Federal de Alfenas
Professor adjunto do Instituto de Ciências Sociais Aplicadas da Universidade Federal de Alfenas. Doutor em História Econômica, Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo.
Publicado
2016-06-30
Seção
Artigos