Colonato do Sábiè, 1956-1975

A questão da terra, mão de obra e crédito agrário

Palavras-chave: Povoamento colonial, Economia camponesa, Conflitos de terra, Mão de obra, Crédito agrário

Resumo

Este artigo examina a forma como se estruturou a economia colona na região do colonato do Sábiè entre 1956 e 1975. Mais especificamente, analisa os conflitos no acesso e uso da terra entre os colonos e as populações africanas locais, o recrutamento da mão de obra africana para as machambas (terras de cultivo) dos colonos, o acesso ao crédito agrário, a produção do algodão, os abalos sofridos pela economia camponesa e o colapso da economia colona um pouco antes e depois da independência de Moçambique.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eléusio Viegas Filipe, Universidade Eduardo Mondlane

Doutor pela Universidade de Minnesota. Professor-auxiliar e Diretor de Mestrado em História no Departamento de História da Faculdade de Letras e Ciências Sociais da Universidade Eduardo Mondlane – Maputo, Moçambique.

Referências

Fontes

Posto Administrativo do Sábiè (PAS)

(entrevistas individuais e colectivas não publicadas)

Alexandre Tovela, José João Viana. PAS, 16 jul. 1999

Almedo Changule, Armando Ngongoma, Enosse Tovela, Jaime Zacarias Sitóe, Zamudine Agy Amisse Abdula, Aissa Cossa, Rabeca Chilengue, Cotase Nconto, Percina Mulhovo, Adelaide Tavete. PAS, 28 jul. 1999

Amade Sulemane Patel. PAS, 13 jul. 1999

António Mateula. PAS, 29 jul. 1999

António Pequenino Chimuaca. PAS, 30 jul. 1999

Armando Mulhovo, Catarina Covane, Regina Ngovene, Cheuasse Maholela, Cacilda Miochua. PAS, 15 jul. 1999

Cândido Afonso Frudel. PAS, 19 jul. 1999

Daniel Escudo Mulhovo, Felismina Escudo Mulhovo, PAS, 13 jul. 1999

Elmon Mucurujo Mabunza. PAS, 30 jul. 1999

Jorge Mussa. PAS, 19 jul. 1999

José Freitas. PAS, 30 jul. 1999

José Loureiro. PAS, 19 jul. 1999

Lucas Mussila. PAS, 21 jul. 1999

Manuel Genela Boene. PAS, 20 jul. 1999

Samuel Lamula, Jorge Silva Tlemo, Ernesto Machate Lamula, Carlos Ndlalana, Gonçalves Chiúre. PAS, 14 jul. 1999

Sulemane Batata. PAS, 21 jul. 1999

Arquivo Histórico de Moçambique (AHM)

ADMINISTRAÇÃO DA CIRCUNSCRIÇÃO DO SÁBIÈ. Monografia psicossocial. Sábiè: Posto Administrativo de Machatuine, 1963.

CASIMIRO, José de Figueiredo. Esboço do levantamento agrológico da área de Cooperativa de Malengane (Moamba). Lourenço Marques: Instituto de Algodão de Moçambique, 1963.

CASIMIRO, José de Figueiredo. Esboço do levantamento agrológico de Chiquizela (Machatuine). Lourenço Marques: Instituto de Algodão de Moçambique, 1964.

DSPIE – DIRECÇÃO DOS SERVIÇOS DE PLANEAMENTO E INTEGRAÇÃO ECONÓMICA. IV Plano de Fomento, v.. I: Fomento Agrário (Parte III – relatórios sectoriais; Tomo I – desenvolvimento agrário). Lourenço Marques: DSPIE, 1973.

JUNTA PROVINCIAL DE POVOAMENTO. Projecto de parcelamento da região do Sábiè, v. 2: zona de Machatuine. Lourenço Marques: Inia, 1969.

Centro de Estudos Africanos (CEA)

CEA – CENTRO DE ESTUDOS AFRICANOS. Reforma agrária e desenvolvimento rural na República Popular de Moçambique. Documento preparado para a Conferência Mundial sobre Reforma Agrária e Desenvolvimento Rural. Maputo: CEA, 1978.

FRELIMO – FRENTE DE LIBERTAÇÃO DE MOÇAMBIQUE. Directivas económicas e sociais. Maputo: Frelimo, 1977. (Documentos do 3º Congresso).

MACHEL, Samora Moisés. Frelimo: o partido e as classes trabalhadoras moçambicanas na edificação da democracia popular: relatório do Comité Central ao 3º Congresso. Maputo: Edições Avante, 1977.

RAIKES, Philip. Agricultural production in the Sabié valley, southern Mozambique (relatório). [S. l.: s. n.], [19--]. Arquivo do CEA. (Mimeo).

Referências bibliográficas

Teses

COELHO, César Augusto Ferreira de Castro. As reformas de 6 de setembro de 1961 e a sua incidência política social em Moçambique. 1964. Trabalho de conclusão de curso (Licenciatura em História) – Instituto Superior de Ciências Sociais e Política Ultramarina, Universidade de Lisboa, Lisboa, 1964.

FILIPE, Eléusio dos Prazeres Viegas. “The dam brought us hunger”: a history of the building of Cahora Bassa Dam, work, aldeamentos, and the social, economic and environmental transformations in Mutarara and Sena, 1969-2000. 2003. Dissertação (Mestrado em História) – College of Liberal Arts, University of Minnesota, Minneapolis, 2003.

TEMBE, Joel Maurício das Neves. Economy, society and labour migration in central Mozambique, 1930-c. 1965: a case study of Manica Province. 1998. Tese (Doutorado em História da África) – School of Oriental and African Studies, University of London, London, 1998.

Monografias & artigos

BOZZOLI, Belinda & NKOTSOE, Mmantho. Women of Phokeng: consciousness, life strategy, and migrancy in South Africa, 1900-1983. Portsmouth: Heinemann, 1991. (Série Social History of Africa).

CASTELO, Cláudia. “O branco do mato de Lisboa”: a colonização agrícola dirigida e os seus fantasmas. In: CASTELO, Cláudia et al. (org.). Os outros da colonização: ensaios sobre o colonialismo tardio em Moçambique. Lisboa: Imprensa de Ciências Sociais, 2012. p. 27-50.

CEA – CENTRO DE ESTUDOS AFRICANOS. O mineiro moçambicano: um estudo sobre a exportação de mão de obra. Maputo: CEA/UEM, 1998.

COVANE, Luís António. O trabalho migratório e a agricultura no sul de Moçambique, 1920-1992. Maputo: Promédia, 2001.

FEIERMAN, Steven. Peasant intellectuals: anthropology and history in Tanzania. Madison: The University of Wisconsin Press, 1990.

FEIERMAN, Steven. Colonizers, scholars and the creation of invisible histories. In: BONNELL, Vitoria E. & HUNT, Lynn (ed.). Beyond the cultural turn: new directions in the study of society and culture. Berkeley: University of California Press, 1999. p. 182-216.

FILIPE, Eléusio Viegas. Colonialismo tardio e política de povoamento: o colonato do Sábiè e a expropriação de terras dos camponeses africanos, 1956-1974. Afro-Ásia, Salvador, n. 58, p. 155-185, 2018. doi: 10.9771/1981-1411aa.v0i58.24356.

FORTUNA, Carlos. O fio da meada: o algodão de Moçambique, Portugal e a economiamundo (18601960). Porto: Afrontamento, 1993. (Série Saber imaginar o social).

GENGENBACH, Heidi. Boundaries of beauty: tattooed secrets of women’s history in Magude District, Southern Mozambique. Journal of Women’s History, Bloomington, v. 14, n. 4, p. 106-137, 2003. doi: 10.1353/jowh.2003.0007

ISAACMAN, Allen. Cotton is the mother of poverty: peasants, work, and rural struggle in colonial Mozambique, 1938-1961. Portsmouth: Heinemann, 1996. (Série Social History of Africa).

ISAACMAN, Allen & ISAACMAN, Barbara. Barragens, deslocamento e ilusão de desenvolvimento: Cahora Bassa e seus legados em Moçambique, 1965-2007. Tradução: Eléusio Viegas Filipe. Maputo: Imprensa Universitária, 2016.

JUNOD, Henrique. Usos e costumes dos Bantus: a vida duma tribo do sul de África, v. 1: vida económica e social. Lourenço Marques: Imprensa Nacional de Moçambique, 1974.

LIMA, Alfredo Pereira & MARQUES, António Rodrigues. Terras da Moamba. Lourenço Marques: Edição da Câmara Municipal, 1973.

LOFORTE, Ana Maria. Género e poder entre os Tsonga de Moçambique. Maputo: Promédia, 2000.

MADDOX, Gregory et al. (ed.). Custodians of the land: ecology & culture in the history of Tanzania. London: James Currey, 1996.

MBEMBE, Achille. The power of the archive and its limits. In: HAMILTON, Carolyn et al. (ed.). Refiguring the archive. Dordrecht: Kluwer Academic Publishers, 2002. p. 19-26.

NEWITT, Malyn. A history of Mozambique. Bloomington: Indiana University Press, 1995.

PENVENNE, Jeanne Marie. African workers and colonial racism. Mozambican strategies and struggles in Lourenço Marques, 1877-1962. Portsmouth: Heinemann, 1995. (Série Social History of Africa).

PENVENNE, Jeanne Marie & SITOÉ, Bento. Power, poets and the people: Mozambican voices interpreting history. Social Dynamics, Abingdon, v. 26, n. 2, p. 55-86, 2000. doi: 10.1080/02533950008458695

PITCHER, Anne. Politics in the Portuguese empire: the state, industry, and cotton, 1926-1974. Oxford: Oxford University Press, 1993.

RITA-FERREIRA, António. Agrupamento e caracterização étnica dos indígenas de Moçambique. Lisboa: Junta de Investigações do Ultramar, 1958.

RITA-FERREIRA, António. O movimento migratório de trabalhadores entre Moçambique e a África do Sul. Lisboa: Junta de Investigação do Ultramar, 1963.

SHELDON, Kathleen. Pounders of grain: a history of women, work, and politics in Mozambique. Portsmouth: Heinemann, 2002.

STOLER, Ann Laura. Along the archival grain: epistemic anxieties and colonial common sense. Princeton: Princeton University Press, 2009.

THOMAZ, Omar Ribeiro. Duas meninas brancas. In: BRUGIONI, Elena et al. (org.). Itinerâncias: percursos e representações da pós-colonialidade. Braga: Universidade do Minho, 2012. p. 405-427.

THOMAZ, Omar Ribeiro & NASCIMENTO, Sebastião. Nem Rodésia, nem Congo: Moçambique e os dias do fim das comunidades de origem europeia e asiática. In: CASTELO, Cláudia et al. (org.). Os outros da colonização: ensaios sobre o colonialismo tardio em Moçambique. Lisboa: Imprensa de Ciências Sociais, 2012. p. 315-339.

VAIL, Leroy & WHITE, Landeg. The possession of the dispossessed: songs as history among Tumbuka women. In: VAIL, Leroy & WHITE, Landeg. Power and the praise poem: Southern African voices in history. London: James Currey, 1991. p. 231-277.

VANSINA, Jan. Oral tradition as history. Madison: The University of Wisconsin Press, 1985.

WHITE, Luise. Speaking with vampires: rumor and history in colonial Africa. Berkeley: University of California Press, 2000.

WUYTS, Marc. Economia política do colonialismo português em Moçambique. Estudos Moçambicanos, Maputo, n. 1, p. 9-22, 1980.

Publicado
2019-10-30
Seção
Dossiê: Moçambique em perspectiva: histórias conectadas, interdisciplinaridade..