Terrra de mulheres: identidade e Gênero em um bairro rural negro

  • Neusa Maria Mendes de Gusmão Universidade Estadual Paulista
Palavras-chave: Identidade, Gênero, Raça, Campesinalo, Cultura

Resumo

A história dos negros de Campinho de Independência, bairro rural ao Sul do Rio de Janeiro, no município de Paraty, expõe um dos muitos caminhos em que como grupo familiar organizado, puderam estruturar o cotidiano e moldar sua face no contexto adverso do sistema. Ser, pertencer e insistir na condição de membro desse grupo particular, marca uma trajetória em que formas tradicionais de vida e igualmente práticas modernas com ideologia própria, penetram o universo comunitário negro e estabelecem uma mediação entre terra, sexo e raça. A mulher é então, central na resistência que se engendra frente a desequilíbrios produzidos pela sociedade mercantil que, historicamente, subjuga camponeses, pobres e negros.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
1994-12-30
Seção
Artigos