A capoeira: de "doença moral" À"gymnástica nacional"

Autores

  • Leticia Vidor de Sousa Reis Universidade Metodista de Piracicaba; Departamento de Ciências Sociais e História

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2316-9141.v0i129-131p221-235

Palavras-chave:

Antropologia e História, capoeira, Identidade Étnica, negro, cidadania

Resumo

O significado social da capoeira, prática cultural de raízes negras, possa por transformações através das quais se pode perceber ns diferentes leituras que a sociedade brasileira faz do tugar do negro: de obstáculo ao progresso da nação, pelo atavismo de "atraso" de que a raça é portadora a símbolo valorizado como expressão da originalidade da herança cultural nacional. Nesse artigo a autora, a partir da receonstituição das transmutações do significado social da capoeira entre finais do século XIX e princípios do século XX, indaga acerca do processo de higienização dessa luta negra, no qual se opera, paulatinamente, a metamorfose de um símbolo étnico em símbolo nacional.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

1994-12-30

Edição

Seção

Artigos