Teto da Igreja do Carmo de Itú: original ou apenas diferente?

  • Maria Lucília Viveiros Araújo Universidade de São Paulo; ECA
Palavras-chave: História da arte, arte sacra, arte colonial, pintura paulista, iconografia

Resumo

Mário de Andrade consagrou sua crítica à composição da pintura do teto da igreja do Carmo de Itu: avaliou-a como inédita, popular e brasileira. A seu ver, Padre Jesuíno do Monte Carmelo inovava por desconhecer as regras acadêmicas. Proponho inverter esse ponto de vista: pode-se concluir que, pelo contrário, o teto do Carmo de Itu representava uma tendência geral de simplificação e introdução de guirlandas. Essa tendência era veiculada pelas publicações leigas ou religiosas portuguesas.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
1997-06-30
Seção
Artigos