A rochela do Brasil: São Paulo e a aclamação de Amador Bueno como espelho da realeza portuguesa

  • Rodrigo Bentes Monteiro Universidade de São Paulo; Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas; Depto. de História
Palavras-chave: Aclamação, Amador Bueno, São Paulo, Restauração, realeza portuguesa, Dinastia Bragança

Resumo

A aclamação de Amador Bueno da Ribeira em 1641 foi negligenciada em estudos mais recentes, talvez pelo fato de sua história ter sido construída com base em documentos insuficientes. Entretanto, este episódio pode ser recuperado como representativo de uma situação regional particular do planalto paulista, em relação a um conjunto mais amplo de fatores. Deste modo é possível conceber o evento em questão como historicamente provável, pois a aclamação de Amador Bueno apresenta uma intrigante coerência com determinado momento histórico vivido pela dinastia bragantina quando de sua ascensão ao trono de Portugal. A situação - caracterizada em linhas gerais pela fragilidade política - se refletiria por sua vez nos vínculos desta nova realeza lusitana com os seus vassalos, tanto do Reino quanto do ultramar americano.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
1999-12-30