Gosto de sedição: Sérgio Buarque de Holanda, Manuel Bandeira e a autoria das Cartas Chilenas

  • Thiago Lima Nicodemo Universidade de São Paulo; Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Palavras-chave: Sérgio Buarque de Holanda (1902-1982), Manuel Bandeira (1886-1967), Historiografia Brasileira, História da Crítica Literária no Brasil

Resumo

Este artigo propõe uma reflexão sobre a relação entre história e crítica literária na obra de Sérgio Buarque de Holanda da década de 1940, por meio da análise do debate sobre a autoria das Cartas Chilenas. Dentre os envolvidos no debate, procura-se destacar a interlocução entre Sérgio Buarque e o poeta Manuel Bandeira. Mesmo ligados profissionalmente a instituições culturais estatais, é possível identificar em seus argumentos uma postura crítica em relação às diretrizes culturais de construção de identidade nacional operadas pelo Estado brasileiro durante o período do Estado Novo (1937-1945).

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2004-12-30