O triunfo da vontade: Ésquilo nos limites da imaginação acadêmica

  • Rafael Faraco Benthien Universidade de São Paulo; Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Palavras-chave: Tragédia, Ésquilo, Kant, Schiller, Vontade

Resumo

Desde sua confecção, a tragédia esquiliana foi alvo de inúmeras hermenêuticas, nem sempre orientadas por um mesmo conjunto de problemas e conceitos. O presente artigo visa, de início, circunscrever as disposições gerais que marcaram o atual entendimento destes textos, para, em seguida, analisar os limites impostos por tais disposições às leituras acadêmicas de Ésquilo no século XX.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2004-12-30