Qu'est-ce que l'archéologie? Essai sur de la nature de la recherche archéologique

  • Ulpiano Toledo Bezerra de Meneses Universidade de São Paulo
Palavras-chave: Arqueologia, Courbin

Resumo

Courbin, Paul. Qu'est-ce que l'archéologie? Essai sur de la nature de la recherche archéologique. Paris, Payot, 1982.

(primeiro parágrafo da resenha)

Na década de 60, um grupo de jovens arqueólogos americanos, liderados pelo futuro guru Lewis R. Binford, descobriu, com indisfarçável sentimento de inferioridade, que a Arqueologia não dispunha de um corpo teórico consistente e amplo, nem de critérios metodológicos confiáveis, que pudessem assegurar-lhe o status de ciência. Eles se incumbiriam de sanar tais lacunas, propondo uma "New Archaeology", embasada na teoria de sistemas, no evolucionismo cultural e na argumentação hipotético-dedutiva, com vistas à formulação de leis gerais do comportamento cultural. O movimento se expandiu e assumiu posturas missionárias, com repercussão na Inglaterra, Holanda, Escandinávia. Dos países europeus de tradição arqueológica, a Itália e a Alemanha permaneceram imunes. Apesar de, na França, o debate teórico e metodológico sobre a Arqueologia ser estranhamente pobre em relação às demais disciplinas humanísticas e sociais, houve aí alguma absorção, que foi da adesão quase declarada (Cleuziou, Demoule, An. e Al. Schnapp) até a incompreensão total (Bucaille), passando pelo crivo crítico e por exames parciais (Borillo, Gardin, Bruneau).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ulpiano Toledo Bezerra de Meneses, Universidade de São Paulo
Departamento de História - FFLCH/USP
Publicado
1983-06-07
Seção
Resenhas Críticas