Entre a Máquina de Guerra e o Objet Bricoleur

  • Adrienne de Oliveria Firmo Universidade de São Paulo. Faculdade de Arquitetura e Urbanismo
Palavras-chave: Arte,  Exposições,  Movimentos Sociais

Resumo

No artigo é problematizada a antinomia entre exposições de arte e as  ocupações por jovens brasileiros de escolas e instituições culturais, ocorridas em 2015 e 2016. A argumentação fundamenta-se nas definições de máquina de guerra e aparelho de Estado, de Gilles Deleuze e Félix Guarrari, e na conceituação de certa modalidade expositiva, entendida como proposicional ao alicerçar seus procedimentos metodológicos  em técnicas artísticas como a  colagem, o détounement e a bricolagem.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Adrienne de Oliveria Firmo, Universidade de São Paulo. Faculdade de Arquitetura e Urbanismo
Curadora, doutoranda na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo
Publicado
2016-10-13
Como Citar
Firmo, A. (2016). Entre a Máquina de Guerra e o Objet Bricoleur. Revista ARA, (1), 23-40. https://doi.org/10.11606/issn.2525-8354.v0i1p23-40
Edição
Seção
Artigos