Práticas curatoriais contemporâneas: autoria, negociações e colaborações

Palavras-chave: arte contemporânea, curadoria, curadoria autoral, curador artista, práticas colaborativas

Resumo

O artigo discute brevemente a formação dos primeiros museus modernos e a constituição de seus acervos para compreender quando o aparecimento de uma figura que “zelasse” por essas coleções passou a ser solicitada pelo sistema da arte A partir das transformações dos espaços expositivos até o cubo branco moderno – modelo que se firmou e ainda ecoa como resposta para as mais variadas proposições expositivas – surgiria o curador, cuja função se situa entre a instituição, a crítica e a prática artística. No entanto, seria a partir de meados do século XX que a curadoria se firmaria como presença constante no campo da arte, seja por seu papel na formação de público (como mediador dos diálogos entre artistas e exposição), seja por intermediar as cada vez mais complexas relações entre artistas e instituições. Assim, a prática curatorial e seus desafios são discutidos aqui por meio de autores como Terry Smith, Hans Ulrich Obrist e Claire Bishop, e também em exposições como as Number Exhibitions (1969-1973) de Lucy Lippard, When attitudes become form: live in your head (1969) de Harald Szeemann, Magiciens de la Terre (1973) de Jean-Hubert Martin. São exemplos em que questões autorais no trabalho do curador bem como a ideia de um curador-artista se fizeram presentes. Por fim, comentaremos eventos de arte motivados pelo universo doméstico, em que o debate sobre autoria e também sobre aspectos colaborativos borrariam as fronteiras entre práticas artísticas e curatoriais, como em Kitchen Show (1991), em Moradas do Íntimo (Brasília, 2009), Estudos de Recepção (Vitória e Vila Velha, 2015), entre outras.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Clara Sampaio Cunha, Universidade de Coimbra

Clara Sampaio é artista visual, curadora e arquiteta. É Doutoranda em Arte Contemporânea pela Universidade de Coimbra, Mestra em Artes pelo Programa de Pós-graduação em Artes (PPGA) e Bacharel em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Federal do Espírito Santo.

Publicado
2019-03-30
Como Citar
Sampaio Cunha, C. (2019). Práticas curatoriais contemporâneas: autoria, negociações e colaborações. Revista ARA, 6(6), 153-174. https://doi.org/10.11606/issn.2525-8354.v6i6p153-174