Acordando dentro de uma pergunta

imensidão entre fronteiras e (não) ilusão na obra de Marcius Galan

Palavras-chave: Marcius Galan, Percepção, Equilíbrio, Ilusão, Seção diagonal

Resumo

O presente ensaio procura se aprofundar nas obras Água parada (2019) e Seção diagonal (2008) de Marcius Galan. Guiado pelo texto poético de Anne Carson e pela filosofia de Gaston Bachelard, o estudo reúne questionamentos que emergem dos trabalhos do artista, situados na investigação de uma percepção de imensidão íntima, fronteiriça e de equilíbrio mínimo que se pauta em movimentos de aparente ilusão.  

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2019-11-21
Como Citar
Tolotti, L. (2019). Acordando dentro de uma pergunta. Revista ARA, 7(7), 299-314. https://doi.org/10.11606/issn.2525-8354.v7i7p299-314