Portal da USP Portal da USP Portal da USP

Ouvir é escutar ?

Cristina Moura Emboaba da Costa Julião Camargo

Resumo


No mundo tecnológico e informatizado do século XXI, narcísico e hedonista (LIPOVETISKY, 2005), a estandardização para o consumo de massa (ADORNO, 1941) ocasionou um adestramento na percepção, além de alterar os parâmetros, os atributos de expressão e os princípios da poética musical que compõem as dimensões estruturais da música, ao promover um estado quase permanente de distração e de entretenimento, divergente da escuta concentrada que permite articular, interpretar, compreender e construir um pensamento a partir do que se ouve. Essa nova percepção teve impacto expressivo nos hábitos de audição, na área da educação e formação musical. Como então atuar no contexto educacional do ensino regular e do ensino de música numa sociedade imersa no adestramento sensorial para o consumo? Neste artigo procuramos discutir e apontar alternativas que retomem a concentração e o esforço consciente da percepção - análise, interpretação e compreensão para um pensar crítico.

Palavras-chave


indústria da cultura; percepção; gosto musical; hábitos de audição

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.11606/issn.2447-7117.rt.2015.107707

Métricas do Artigo

Carregando métricas...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2015 Cristina Moura Emboaba da Costa Julião Camargo

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.