Mielorradiculopatia esquistossomótica associada a infecção pelo vírus HBV: relato de caso

  • Rodrigo Tavares Brisson Universidade Federal do Triângulo Mineiro, Hospital de Clínicas
  • Fernanda Silva Gonçalves Rodrigues Universidade Federal do Triângulo Mineiro, Hospital de Clínicas
  • José Antônio Rebouças de Carvalho Neto Universidade Federal do Triângulo Mineiro, Hospital de Clínicas
  • Alex Eduardo da Silva Universidade Federal do Triângulo Mineiro, Hospital de Clínicas
  • Filippe da Cruz Machado Teixeira Universidade Federal do Triângulo Mineiro, Hospital de Clínicas
  • Renata Cristina Franzon Bonatti Universidade Federal do Triângulo Mineiro, Hospital de Clínicas
  • Alfredo Leboreiro Fernandez Universidade Federal do Triângulo Mineiro, Hospital de Clínicas
  • Cristina da Cunha Hueb Barata de Oliveira Universidade Federal do Triângulo Mineiro, Hospital de Clínicas
Palavras-chave: Neuroesquistossomose/diagnóstico, Vírus da hepatite B, Neuroesquistossomose/terapia, Esquistossomose, Radiculopatia/parasitologia, Hepatite B, Imagem por ressonância magnética, Neuroimagem/métodos, Relatos de casos.

Resumo

A esquistossomose afeta mais de 200 milhões de pessoas em todo mundo. O envolvimento do Sistema Nervoso Central é raro, porém quando ocorre o acometimento medular é a forma mais frequente e grave. O caso relatado é de um paciente de 19 anos, com quadro de paraparesia assimétrica de evolução progressiva, arreflexia em membros inferiores, incontinência urinária e dor lombar. Havia história prévia de banhos em lagoas de região endêmica para S. mansoni. O líquor apresentava-se com pleocitose de 53 células por mm3 sendo 3% de eosinófilos, 87% de linfócitos, 10% de monócitos, glicose de 67mg/dL e proteínas 176mg/dL. A ressonância magnética de coluna mostrou lesão extensa de T1 a L2 nas aquisições ponderadas em T2 e impregnação heterogênea pelo contraste em medula lom-bossacra, sugerindo inflamação ativa nesta última região. Apresentou ainda exame parasitológico de fezes positivo para S. mansoni e sorologia positiva para o vírus da hepatite B (VHB) em sua forma crônica. Enfatiza-se neste trabalho que a mielorradiulopatia esquistos-somótica tem critérios diagnósticos clínicos consistentes e o diagnóstico e tratamento precoce é de suma importância para se evitar se-quelas neurológicas e incapacitantes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rodrigo Tavares Brisson, Universidade Federal do Triângulo Mineiro, Hospital de Clínicas
Médico Residente de Neurologia do Departamento de Neurologia, Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Triângulo Mineiro, Uberaba, MG.
Fernanda Silva Gonçalves Rodrigues, Universidade Federal do Triângulo Mineiro, Hospital de Clínicas
Médica Residente de Neurologia do Departamento de Neurologia, Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Triângulo Mineiro, Uberaba, MG.
José Antônio Rebouças de Carvalho Neto, Universidade Federal do Triângulo Mineiro, Hospital de Clínicas
Universidade Federal do Triângulo Mineiro, Uberaba, MG.
Alex Eduardo da Silva, Universidade Federal do Triângulo Mineiro, Hospital de Clínicas
Médico Neurologista do Departamento de Neurologia, Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Triângulo Mineiro, Uberaba, MG.
Filippe da Cruz Machado Teixeira, Universidade Federal do Triângulo Mineiro, Hospital de Clínicas
Médico Neurologista do Departamento de Neurologia, Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Triângulo Mineiro, Uberaba, MG.
Renata Cristina Franzon Bonatti, Universidade Federal do Triângulo Mineiro, Hospital de Clínicas
Médico Neurologista, Professor, Mestre e Doutor em Neurologia do Departamento de Neurologia, Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Triângulo Mineiro , Uberaba, MG.
Alfredo Leboreiro Fernandez, Universidade Federal do Triângulo Mineiro, Hospital de Clínicas
Médico Neurologista, Professor, Mestre e Doutor em Neurologia do Departamento de Neurologia, Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Triângulo Mineiro , Uberaba, MG.
Cristina da Cunha Hueb Barata de Oliveira, Universidade Federal do Triângulo Mineiro, Hospital de Clínicas
Médico Neurologista, Professor, Mestre e Doutor em Neurologia do Departamento de Neurologia, Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Triângulo Mineiro , Uberaba, MG.
Publicado
2014-12-08
Como Citar
Brisson, R., Rodrigues, F., Carvalho Neto, J. A., Silva, A., Teixeira, F., Bonatti, R. C., Fernandez, A., & Oliveira, C. (2014). Mielorradiculopatia esquistossomótica associada a infecção pelo vírus HBV: relato de caso. Revista De Medicina, 93(4), 172-178. https://doi.org/10.11606/issn.1679-9836.v93i4p172-178
Seção
Artigos