Marcadores radiométricos de dano ao DNA: possíveis alvos e estado atual

  • Matheus Acquesta Gaubeur Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina
  • Elaine Imaeda de Moura Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina
  • Roger Chammas Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina, Departamento de Radiologia
Palavras-chave: Dano ao DNA, Radiação ionizante, Reparo do DNA

Resumo

Seja por fontes endógenas ou exógenas, terapêuticas ou espontâneas, o dano ao DNA celular está presente a todo o momento, demanda uma resposta de reparo com enzimas específicas e, eventualmente, gera processos neoplásicos. No tratamento do câncer, os benefícios da radioterapia e terapia radiomimética precisam ser balanceados com os riscos de indução de outras mutações. Estima-se que o risco de um indivíduo desenvolver neoplasias secundárias chega a 5% em indivíduos submetidos à radioterapia. Nesse estudo, foi realizada uma revisão na base de dados bibliográficos Pubmed, SciELO, e Lilacs utilizando-se três descritores de assunto: dano ao DNA, radiação ionizante, e reparo do DNA entre 2002 e 2014 e foram selecionados 22 artigos. Resultados: com base nas cascatas de reparo ao dano ao DNA, foi analisado o comportamento cinético das proteínas de reparo estudadas in vitro ATM, BRCA1, p53, histona H2AX, MC1 e 53BP1. As proteínas ATM e MDC1 foram descritas com período breve de platô em relação às demais e, no caso de ATM, há dois períodos de variação da concentração. Conclusão: com um período prolongado de platô, mostra-se promissor o estudo in vivo das proteínas p53, 53BP1, BRCA1 e H2AX para a dosagem indireta dos danos causados pela radioterapia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Matheus Acquesta Gaubeur, Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina

2o lugar Prêmio Monografias no 33o COMU - Congresso Médico Universitário da FMUSP, SP, 31 de out. a 02 de nov. de 2014.
Trabalho desenvolvido na Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo.
Acadêmico de Medicina da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo.

Elaine Imaeda de Moura, Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina
2o lugar Prêmio Monografias no 33o COMU - Congresso Médico Universitário da FMUSP, SP, 31 de out. a 02 de nov. de 2014. 
Trabalho desenvolvido na Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo.
Acadêmica de Medicina da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. E-mail: elaineimaeda@gmail.com.
Roger Chammas, Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina, Departamento de Radiologia

2o lugar Prêmio Monografias no 33o COMU - Congresso Médico Universitário da FMUSP, SP, 31 de out. a 02 de nov. de 2014. 
Trabalho desenvolvido na Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo.Professor titular do Departamento de Radiologia da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo.

Publicado
2015-03-05
Como Citar
Gaubeur, M., Moura, E., & Chammas, R. (2015). Marcadores radiométricos de dano ao DNA: possíveis alvos e estado atual. Revista De Medicina, 94(1), 46-56. https://doi.org/10.11606/issn.1679-9836.v94i1p46-56
Seção
COMU - Prêmio Monografias