MadAlegria: a valorização de estratégias de humanização na formação do profissional de saúde

  • Key Fujisaki Utsunomiya Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina, FOFITO
  • Maria Aparecida Basile Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina
  • Thiago Edi Landim Lopes Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina
  • Leila Tiemi Okajima Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina
  • Elizabeth Alves Gonçalves Ferreira Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina, FOFITO
Palavras-chave: Humanização da assistência, Trabalhadores voluntários de hospital, Terapia pela arte, Educação em saúde, Narração.

Resumo

O MadAlegria é um projeto de extensão universitária da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, elaborado com a finalidade de aprimorar a habilidade de seus voluntários de criar vínculo profissional com o paciente e melhorar o acolhimento no sistema de saúde. O MadAlegria tem como objetivo amenizar o ambiente hospitalar e outros cenários de prática de saúde, promover o trabalho em equipe multidisciplinar e sensibilizar os estudantes para a importância da humanização na relação entre os profissionais da saúde e o paciente, incentivando assim o exercício da cidadania por meio de recursos lúdicos da figura do Palhaço e do Contador de Histórias em hospital. O projeto foi iniciado em 2010 e desde 2011 foram formados 134 Palhaços em Hospital e 35 Contadores de Histórias. Com cinco anos de existência o projeto evoluiu com a inclusão de alunos de cursos da USP, além dos da área de saúde, professores, outros profissionais da saúde e usuários do sistema. A Missão, Visão e Valores do MadAlegria foram definidos, bem como houve uma readequação de seu Estatuto. Os atendimentos semanais no Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (ICESP) foram mantidos, e acrescidos de atendimentos no Instituto Central do Hospital das Clínicas da FMUSP (ICHC), onde o MadAlegria participa da Rede Humaniza FMUSPHC. A manutenção do trabalho voluntário pelos participantes formados no projeto tem sido um grande desafio. A experiência vivida em um projeto de extensão universitária como o MadAlegria é intensa e há relatos de alunos que demonstram que essa vivência influencia o perfil profissional, tornando mais humanizado o cuidado com o outro.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Key Fujisaki Utsunomiya, Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina, FOFITO
Graduanda em Fisioterapia, Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP).
Maria Aparecida Basile, Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina
Professora Doutora da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP).
Thiago Edi Landim Lopes, Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina
Graduando em Medicina, Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP).
Leila Tiemi Okajima, Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina
Graduanda em Medicina, Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP).
Elizabeth Alves Gonçalves Ferreira, Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina, FOFITO
Professora Doutora do Curso de Fisioterapia da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP).
Publicado
2015-10-29
Como Citar
Utsunomiya, K., Basile, M. A., Lopes, T., Okajima, L., & Ferreira, E. (2015). MadAlegria: a valorização de estratégias de humanização na formação do profissional de saúde. Revista De Medicina, 94(2), 87-93. https://doi.org/10.11606/issn.1679-9836.v94i2p87-93
Seção
Artigos