Investigação dos padrões relacionais do vínculo mãe-filha envolvidos na obesidade feminina

  • Paula Pereira Teodoro Faculdade de Medicina de Itajubá
  • Tatiane Mitsue Koga Faculdade de Medicina de Itajubá
  • Maria Vilela Pinto Nakasu Faculdade de Medicina de Itajubá
Palavras-chave: Psicologia, Obesidade/psicologia, Transtornos da alimentação e da ingestão de alimentos/psicologia, Apego ao objeto, Relações mãe-filho/psicologia.

Resumo

Introdução: A obesidade apresenta uma incidência elevada e gênese multifatorial, como fatores biológicos, ambientais e psicológicos. Dentre os psicológicos, os conflitos na relação mãe-filha podem contribuir para a gênese da obesidade feminina. Objetivo: O objetivo desse estudo é investigar os padrões relacionais do vínculo mãe-filha envolvidos na obesidade feminina. Materiais e Métodos: Foi realizado estudo transversal, qualitativo, com pacientes obesas do Programa de Cirurgia Bariátrica de um Hospital Escola do Sul de Minas Gerais. Todas possuíam IMC acima de 30kg/m2 e eram maiores de 18 anos. A determinação da amostra foi de 12 pacientes, número suficiente para se atingir a saturação (Field Methods). Foram realizadas as entrevistas não-diretivas, gravadas e transcritas para análise posterior segundo a Metodologia de Análise de Conteúdo de Bardin. Resultados e Discussão: Foram encontradas seis temáticas centrais relacionadas à influência do vínculo mãe-filha sobre a obesidade feminina: comida/fuga/prazer; ganho de peso após a gravidez; superproteção/dominação materna; abandono materno; abuso sexual; insegurança/baixa autoestima/depressão. Conclusão: Foi possível evidenciar uma relação entre conflitos na relação mãe-filha e condições para a gênese da obesidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Paula Pereira Teodoro, Faculdade de Medicina de Itajubá
Acadêmica do 4° ano da Faculdade de Medicina de Itajubá
Tatiane Mitsue Koga, Faculdade de Medicina de Itajubá
Acadêmica do 4º ano da Faculdade de Medicina de Itajubá
Maria Vilela Pinto Nakasu, Faculdade de Medicina de Itajubá
Formada em Psicologia pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC/SP), Mestre em Filosofia e Metologia das Ciências pela Universidade Federal de São Carlos (2002), Doutora em Filosofia pela Universidade Federal de São Carlos (2007). Fez estágio de doutorado na École Pratiques de Hautes Études (França). Pos-doutora pelo Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo. (Bolsista FAPESP). Membro do GT de Filosofia e Psicanálise da ANPOF desde sua fundação em 2002. Membro do Laboratório de Teoria Social, Psicanalálise e Filosofia (LATESFIP/USP). Atualmente é Prof. Dr. da Faculdade de Medicina de Itajubá (FMIT, MG) e da Residência Multiprofissional em Saúde (HE). Suas principais áreas de atuação tem sido: filosofia da psicanálise, fundamentos da psicanálise freudiana, clínica psicanalítica, psicopatologia, saúde mental
Publicado
2017-06-09
Como Citar
Teodoro, P., Koga, T., & Nakasu, M. (2017). Investigação dos padrões relacionais do vínculo mãe-filha envolvidos na obesidade feminina. Revista De Medicina, 96(2), 63-72. https://doi.org/10.11606/issn.1679-9836.v96i2p63-72
Seção
Artigos