Fatores de risco modificáveis e não modificáveis do AVC isquêmico: uma abordagem descritiva

  • Mateus de Sousa Rodrigues Universidade Federal do Vale do São Franscisco (UNIVASF)
  • Leonardo Fernandes e Santana Universidade Federal do Vale do São Francisco (UNIVASF)
  • Ivan Martins Galvão Universidade Federal do Vale do São Francisco (UNIVASF)
Palavras-chave: Acidente vascular cerebral, Isquemia encefálica, Fatores de risco, Revisão de literatura.

Resumo

O acidente vascular cerebral isquêmico (AVCI) é um déficit neurológico focal persistente que se dá pela obstrução proximal de uma artéria por um trombo, êmbolo ou compressão por tumor. Existem vários fatores de risco que estão associados a esse evento. Entretanto, ainda há poucos estudos nacionais que abordem essa temática. Dessa forma, esse estudo aborda os principais fatores de risco modificáveis e não modificáveis dos AVCI. Para tanto, esse trabalho analisou vários estudos transversais, estudos prospectivos e coortes realizadas em vários países, sobretudo nos últimos seis anos. As principais revistas consultadas para esse estudo foram The New England Journal of Medicine, Springer, Lancet, Stroke e Circulation – American Heart Association (AHA), Journal of the American College of Cardiology. Todas essas revistas estão indexadas à Pubmed Central®, base de dados utilizada nesse trabalho. Durante a pesquisa, foram utilizados os seguintes termos: “ischemic stroke AND modifiable risk factors”, “ischemic stroke AND non-modifiable risk factors”, “ischemic stroke AND hypertension”, “ischemic stroke AND atrial fibrillation”, “ischemic stroke AND diabetes mellitus”, “ischemic stroke AND dyslipidemia”, “ischemic stroke AND obesity” and “ischemic stroke AND smoking”. Observou-se que os principais fatores não modificáveis são: idade, sexo, raça, localização geográfica e hereditariedade. Já os principais fatores modificáveis são: hipertensão, fibrilação atrial, diabetes melito, dislipidemia, obesidade e o tabagismo. O conhecimento desses fatores de risco para isquemia cerebral pode justificar medidas de prevenção e auto-cuidado com esse evento vascular.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mateus de Sousa Rodrigues, Universidade Federal do Vale do São Franscisco (UNIVASF)
Discente de medicina na Universidade Federal do Vale do São Franscisco (UNIVASF). Pesquisador CNPq-UNIVASF. Membro da Liga Acadêmica de Medicina de Urgência e Emergência da UNIVASF.
Leonardo Fernandes e Santana, Universidade Federal do Vale do São Francisco (UNIVASF)
Discente do curso de medicina na Universidade Federal do Vale do São Francisco (UNIVASF).
Ivan Martins Galvão, Universidade Federal do Vale do São Francisco (UNIVASF)
Médico de família e comunidade, especialista em Dermatologia e docente da Universidade Federal do Vale São Francisco, 56304-917, Petrolina-PE, Brasil.
Publicado
2017-09-29
Como Citar
Rodrigues, M., Santana, L., & Galvão, I. (2017). Fatores de risco modificáveis e não modificáveis do AVC isquêmico: uma abordagem descritiva. Revista De Medicina, 96(3), 187-192. https://doi.org/10.11606/issn.1679-9836.v96i3p187-192
Seção
Artigos de Revisão