O RPG (roleplaying game) como ferramenta de ensino do suporte básico da vida

Palavras-chave: Jogos experimentais, Reanimação cardiopulmonar/educação, Aprendizagem baseada em problemas, Estudantes de medicina.

Resumo

Objetivo. Determinar a diferença de proporção de desempenhos satisfatórios nas avaliações de habilidades em Suporte Básico da Vida (SBV) em estudantes de medicina depois de utilizar o RPG (role-playing game) como ferramenta de ensino comparado com antes do RPG. A hipótese é que a diferença de proporção é de 10% a mais após o uso do RPG. Métodos. Tipo de estudo: antes-depois. Amostra: estudantes do curso de graduação em medicina, do primeiro ao último ano, estratificados por ano em uma amostra por conveniência. Procedimentos: Foram realizadas sessões de RPG simulando diferentes situações da parada cardiorrespiratória, com avaliação dos participantes imediatamente antes e depois destas sessões. Variável: a diferença de proporção de desempenhos satisfatórios nas avaliações de habilidades em SBV depois de utilizar o RPG como ferramenta de ensino comparado com antes. Foi utilizado um formulário padronizado para avaliar as habilidades e os conhecimentos. Método estatístico: o tamanho da amostra foi estimado em 77 participantes. A análise estatística foi realizada com o teste de McNemar, e foi calculado o intervalo de confiança de 95%. Resultados. A diferença de proporção de desempenhos satisfatórios nas avaliações de habilidades em SBV depois de utilizar o RPG como ferramenta de ensino comparado com antes foi de 58% (IC95% 45 a 71, P < 0,0001). A diferença de proporção de desempenhos satisfatórios nas avaliações de conhecimentos sobre SBV depois de utilizar o RPG comparado com antes foi de 36% (IC95% 24 a 48, P < 0,0001). Conclusões. O uso do RPG no ensino do SBV pode melhorar a aquisição de habilidades e conhecimentos em SBV.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2018-03-15
Como Citar
Alves, C. H. M., & Castro, A. A. (2018). O RPG (roleplaying game) como ferramenta de ensino do suporte básico da vida. Revista De Medicina, 97(1), 30-35. https://doi.org/10.11606/issn.1679-9836.v97i1p30-35
Seção
Artigos/Articles