Associação entre eliptocitose e esferocitose hereditária em um idoso

Relato de caso

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1679-9836.v98i3p234-237

Palavras-chave:

Anemia, Anemia hemolítica, Diagnóstico, Membrana eritrocitária, Eliptocitose hereditária, Esferocitose Hereditária, Relatos de Casos., Pessoa de meia-idade

Resumo

A anemia é muito prevalente em idosos; todavia, a eliptocitose hereditária, uma anemia hereditária caracterizada pela presença de eritrócitos em forma elíptica no sangue periférico; raramente causa anemia sintomática em pacientes idosos. A eliptocitose esferocítica é uma anemia hereditária com caráter autossômico dominante. A associação entre essas duas eritroenzimopatias hereditárias é rara e seu curso varia com alterações da forma eritrocitária, observando-se a presença simultânea de eliptocitose e esferocitose no sangue periférico. A hemólise pode variar de média a moderada intensidade. Relatamos o caso de uma paciente adulta idosa com eliptocitose esferocítica revelada após 26 anos, sendo realizada a esplenectomia para resolução do quadro de hemólise.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2019-07-22

Como Citar

Birchal, B. M. e O., Coelho Junior, L. G., Piau, C. E. L. F., Dadalti, G. M., & Soares, J. D. (2019). Associação entre eliptocitose e esferocitose hereditária em um idoso: Relato de caso. Revista De Medicina, 98(3), 234-237. https://doi.org/10.11606/issn.1679-9836.v98i3p234-237

Edição

Seção

Relato de Caso/Case Report