Câncer de orofaringe HPV positivo: comportamentos sexuais de risco

Palavras-chave: Neoplasias orofaríngeas, Papillomaviridae, Comportamento sexual, Carcinoma de células escamosas.

Resumo

O carcinoma de células escamosas de orofaringe é tradicionamente associado com uso de tabaco e álcool. Apesar da prevalência de tabagistas ter diminuído, a prevalência de carcinoma de células escamosas de orofaringe vem aumentando. Esse aumento do carcinoma de células escamosas de orofaringe pode ser notado em um tipo específico, o associado com infecção pelo papilomavirus humano (HPV), principalmente o HPV 16, um subtipo de HPV de alto risco. A transmissão do HPV é conhecidamente por contato sexual, mas muitas pesquisas diferem quanto ao tipo de contato responsável pela infecção pelo HPV. Objetivo: O objetivo dessa revisão é verificar se existe na literatura um padrão de comportamento sexual que está mais relacionado com o câncer de orofaringe HPV positivo. Os hábitos mais associados com carcinoma de células escamosas de orofaringe são realização de sexo oral e múltiplos parceiros sexuais. A ocorrência desses hábitos na população variam conforme a cultura local, nível social e grupos étnicos. Nesse contexto, profissionais de saúde têm grande responsabilidade na orientação sobre aspectos da doença, fatores de risco, vacinação e prognósticos. Outras pesquisas ainda são necessárias para determinar qual é o papel da vacinação contra HPV em futuras mudanças na prevalência do carcinoma de células escamosas de orofaringe.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2018-03-15
Como Citar
Oliveira, D., dos Santos, R., & Hojaij, F. (2018). Câncer de orofaringe HPV positivo: comportamentos sexuais de risco. Revista De Medicina, 97(1), 98-102. https://doi.org/10.11606/issn.1679-9836.v97i1p98-102
Seção
Artigos de Revisão/Review Articles