Portal da USP Portal da USP Portal da USP

Aspectos farmacológicos do idoso: uma revisão integrativa de literatura

Henrique Souza Barros de Oliveira, Maria Luiza Galoro Corradi

Resumo


Os idosos constituem o grupo populacional que mais cresce de forma acelerada e descontrolada no Brasil, representando 14,3% da população geral. Associado a isto e ao aumento da expectativa de vida, mudança do padrão de adoecimento do pais e a medicalização no idoso, temas como a farmacologia do indivíduo idoso tornam-se essenciais na formação de um profissional da área da saúde. O processo normal do envelhecimento possui particularidades capazes de modificar as etapas da farmacocinética e a farmacodinâmica de um medicamento, predispondo o idoso às Reações Adversas a Medicamentos (RAM), cascata iatrogênica, uso de Medicamentos Potencialmente Inapropriados (MPI) e polifarmácia, processo do adoecimento, quedas e fraturas, delirium, hospitalização, institucionalização e até à morte. Baseado nisso, instrumentos ou listas de medicamentos considerados inadequados para uso em idosos foram criadas, cada uma com particularidades da comercialização de seu país. Visto isso, entende-se que o assunto é de extrema relevância na pratica clínica, e, quando utilizado de forma interdisciplinar, melhora a qualidade de serviços, formação de profissionais da área da saúde e permite a prevenção de eventos iatrogênicos. 


Palavras-chave


Idoso; Farmacologia. Envelhecimento; Lista de medicamentos potencialmente inapropriados/utilização; Efeitos colataterais e reações adversas à medicamentos; Serviços de saúde para idosos.

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.11606/issn.1679-9836.v97i2p165-176

Métricas do Artigo

Carregando métricas...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.