Avaliação em educação médica

Palavras-chave: Educação médica/métodos, Avaliação/métodos, Cirurgia geral/educação, Ensino, Aprendizagem.

Resumo

Um dos aspectos mais críticos na educação em medicina é a avaliação de novos conhecimentos e habilidades. Essa avaliação deve testar memórias curta, longa e de recuperação. Quando o aluno obtiver todas essa etapas, a memória perdurará por anos permitindo a realização de atividades cirúrgicas eficientes e seguras a longo prazo. A maioria das avaliações são subjetivas, embora difícil de se realizar a avaliação objetiva é modalidade de ensino ideal.  Esse artigo descreveu algumas opções de avaliações objetiva como OSAST, destreza e escala de taxa global. Além disso, foi abordado os valores da avaliação somativa e formativa no processo de aprendizado do estudante de medicina.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cristina P. Camargo, Hospital das Clínicas HCFMUSP, Faculdade de Medicina FMUSP, Universidade de São Paulo
Graduação em Medicina pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (1988). Doutorado em Medicina (Clínica Cirúrgica) pela FMUSP (2014).
Rolf Gemperli, Disciplina de Cirurgia Plastica, Faculdade de Medicina FMUSP, Universidade de Sao Paulo, Sao Paulo, SP, BR
Full Professor and Head, Division of Plastic Surgery, Department of Surgery, School of Medicine USP, São Paulo, SP, Brazil
José Otavio Costa Auler Junior, Faculdade de Medicina FMUSP, Universidade de Sao Paulo, Sao Paulo, SP, BR.
Dean of FMUSP, Full Professor and Head, Division of Anesthesiology, School of Medicine, Laboratory of Anesthesiology (LIM-08), University of São Paulo, SP, Brazil.
Publicado
2018-03-15
Como Citar
Camargo, C., Gemperli, R., & Auler Junior, J. O. C. (2018). Avaliação em educação médica. Revista De Medicina, 97(1), 12-17. https://doi.org/10.11606/issn.1679-9836.v97i1p12-17
Seção
Artigos/Articles