Trombocitopenia induzida por heparina: do diagnóstico ao tratamento

Palavras-chave: Trombocitopenia, Trombocitopenia/diagnóstico, Trombocitopenia/terapia, Heparina, Anticogulantes.

Resumo

A heparina é largamente utilizada na prática clínica como droga anticoagulante. Trombocitopenia induzida por heparina (TIH) é uma síndrome imune-hematológica que resulta na ativação plaquetária decorrente do uso de heparina, com uma incidência em torno de 1 a 6%. Pode ser classificada em tipo I e II, sendo esta mais grave e potencialmente letal. O somatório de achados clínicos e laboratoriais compatíveis com HIT e positividade para anticorpo HIT é necessário para confirmação diagnóstica. A escala de probabilidade de Warkentin auxilia no diagnóstico de TIH, com alto valor preditivo negativo. Uma abordagem adequada incluindo a suspensão precoce da heparina é mandatória. O esquema de anticoagulação alternativa se faz necessário, com preferência pelo uso dos inibidores diretos da trombina. O uso de fondaparinux nesse contexto mostrou benefícios, embora sejam necessários ensaios clínicos randomizados para melhor nível de evidência.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcelo Antônio Oliveira Santos, Centro Universitário Maurício de Nassau
Graduando em Medicina, Centro Universitário Maurício de Nassau.Diretor Científico do Grupo de Pesquisa em Epidemiologia e Cardiologia da Universidade Federal de Pernambuco.
Lucas Soares Bezerra, Centro Universitário Maurício de Nassau
Diretor Geral do Grupo de Pesquisa em Epidemiologia e Cardiologia (EPICARDIO) da Universidade Federal de Pernambuco, Recife, PE. Graduando em Medicina pelo Centro Universitário Maurício de Nassau, Recife, PE.
Publicado
2018-06-15
Como Citar
Santos, M. A., & Bezerra, L. (2018). Trombocitopenia induzida por heparina: do diagnóstico ao tratamento. Revista De Medicina, 97(2), 160-164. https://doi.org/10.11606/issn.1679-9836.v97i2p160-164
Seção
Artigos/Articles