Portal da USP Portal da USP Portal da USP

Tratamento conservador de prolapso de órgão pélvico com pessário: revisão de literatura

Cristiane Regina Barros, Rogério Bonassi Machado, Ana Carolina Marquesini de Camargo, Thomaz Rafael Gollop

Resumo


INTRODUÇÃO: O prolapso de órgãos pélvicos (POP) sintomático afeta a qualidade de vida (QV) das mulheres e demanda tratamento. Por ser mais prevalente em pacientes idosas seu tratamento cirúrgico pode ser limitado por contraindicações clínicas ou desejo da paciente por um tratamento conservador; e por isso estas pacientes poderão se beneficiar com o uso de pessários. OBJETIVO: analisar os trabalhos publicados referentes ao impacto na qualidade de vida (QV) das mulheres com POP através do tratamento com pessário, bem como os fatores descritos como risco para o insucesso deste método. MÉTODO: revisão bibliográfica utilizando as Bases de Dados Scientific Electronic Library On-line (SciELO) e PubMed®, com os termos “pelvic organ prolapse, pessary and quality of life” publicados entre janeiro de 2011 a dezembro de 2016. RESULTADO: Os estudos mostram que o tratamento com pessário apresenta boa evolução, melhorando a sintomatologia causada pelo prolapso, semelhantes às pacientes que foram submetidas à tratamento cirúrgico. Os questionários para avaliação de QV utilizados foram diversificados, mas todos observaram melhora. CONCLUSÃO: o tratamento conservador com pessário é uma opção viável para mulheres com POP mesmo em estadio avançado, mas é mais utilizado naquelas nas quais há contraindicação para tratamento cirúrgico.


Palavras-chave


Pessários; Prolapso de órgão pélvico; Qualidade de vida; Literatura de revisão como assunto.

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.11606/issn.1679-9836.v97i2p154-159

Métricas do Artigo

Carregando métricas...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.