Tratamento conservador de prolapso de órgão pélvico com pessário: revisão de literatura

Palavras-chave: Pessários, Prolapso de órgão pélvico, Qualidade de vida, Literatura de revisão como assunto.

Resumo

INTRODUÇÃO: O prolapso de órgãos pélvicos (POP) sintomático afeta a qualidade de vida (QV) das mulheres e demanda tratamento. Por ser mais prevalente em pacientes idosas seu tratamento cirúrgico pode ser limitado por contraindicações clínicas ou desejo da paciente por um tratamento conservador; e por isso estas pacientes poderão se beneficiar com o uso de pessários. OBJETIVO: analisar os trabalhos publicados referentes ao impacto na qualidade de vida (QV) das mulheres com POP através do tratamento com pessário, bem como os fatores descritos como risco para o insucesso deste método. MÉTODO: revisão bibliográfica utilizando as Bases de Dados Scientific Electronic Library On-line (SciELO) e PubMed®, com os termos “pelvic organ prolapse, pessary and quality of life” publicados entre janeiro de 2011 a dezembro de 2016. RESULTADO: Os estudos mostram que o tratamento com pessário apresenta boa evolução, melhorando a sintomatologia causada pelo prolapso, semelhantes às pacientes que foram submetidas à tratamento cirúrgico. Os questionários para avaliação de QV utilizados foram diversificados, mas todos observaram melhora. CONCLUSÃO: o tratamento conservador com pessário é uma opção viável para mulheres com POP mesmo em estadio avançado, mas é mais utilizado naquelas nas quais há contraindicação para tratamento cirúrgico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cristiane Regina Barros, Centro Universitário Nossa Senhora do Patrocínio
Fisioterapeuta especialista em obstetrícia e mestranda no Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde da Faculdade de Medicina de Jundiaí, Centro Universitário Nossa Senhora do Patrocínio – Itu, São Paulo, SP.
Rogério Bonassi Machado, Faculdade de Medicina de Jundiaí
Professor Adjunto do Departamento de Obstetrícia e Ginecologia da Faculdade de Medicina de Jundiaí, Faculdade de Medicina de Jundiaí, Jundiaí, SP
Ana Carolina Marquesini de Camargo, Faculdade de Medicina de Jundiaí
Professor Adjunto do Departamento de Obstetrícia e Ginecologia da Faculdade de Medicina de Jundiaí, Jundiaí, SP.
Thomaz Rafael Gollop, Faculdade de Medicina de Jundiaí
Professor Associado do Departamento de Obstetrícia e Ginecologia da Faculdade de Medicina de Jundiaí, Coordenador do Serviço de Assoalho Pélvico do Hospital Universitário de Jundiaí, Jundiaí, SP.
Publicado
2018-06-15
Como Citar
Barros, C., Bonassi Machado, R., Camargo, A. C., & Gollop, T. (2018). Tratamento conservador de prolapso de órgão pélvico com pessário: revisão de literatura. Revista De Medicina, 97(2), 154-159. https://doi.org/10.11606/issn.1679-9836.v97i2p154-159
Seção
Artigos/Articles