Manifestação clínica-epidemiológica do Schwannoma vestibular

uma revisão de literatura

Palavras-chave: Schwannoma vestibular, Epidemiologia, Diagnóstico, Complicações

Resumo

O Schwannoma vestibular (SV) responde por 8% dos tumores intracranianos e por 90% dos tumores do ângulo ponto-cerebelar. Entretanto, ainda existem poucos trabalhos que abordem o quadro clínico desencadeado por esse tumor. O objetivo desse trabalho é descrever as manifestações clínicas e epidemiológicas do SV. Trata-se de uma revisão de literatura. Foram pesquisados artigos publicados entre 2012-2017 na base de dados Pubmed Central®. Os termos utilizadosna pesquisa desses artigos foram: 1) “schwannoma/vestibular”; 2) “acoustic/neuroma”. Foram identificados 1.497 e 1.016 artigos a partir dos termos 1 e 2, respectivamente. Entretanto, foram analisados apenas 60 artigos a partir de cada termo, totalizando um levantamento de 120 artigos. Com a exclusão das nove repetições, restaram 111 artigos. Esses artigos foram selecionados mediante a leitura do título e do resumo. Foram excluídos os artigos com desenho do tipo relato de caso. Desse modo, foram selecionados 14 artigos. Os dados analisados nesses artigos foram: 1) descrição conceitual do SV; 2) epidemiologia (porcentagem por sexo e faixa etária) do SV; 3) expressão percentual da prevalência dos sintomas do SV. Foram utilizados oito, sete e cinco artigos nas análises 1, 2 e 3, respectivamente. Esse trabalho observou que as mulheres são mais acometidas do queos homens, que a idade média mais afetada está entre a quinta e a sexta década de vida. Quanto aos sintomas, baixa auditiva e zumbidos são os mais frequentes, estando comumente associados. O conhecimento dessa epidemiologia é relevante para o aprimoramento do manejo clínico dos pacientes com SV.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mateus de Sousa Rodrigues, Universidade Federal do Vale do São Franscisco

Discente de medicina na Universidade Federal do Vale do São Franscisco (UNIVASF). Pesquisador CNPq-UNIVASF. Membro da Liga Acadêmica de Urgência e Emergência da UNIVASF.

Leonardo Fernandes Santana, Universidade Federal do Vale do São Franscisco

Diretor de Pesquisa da Liga Acadêmica de Clínica Médica (LACLIM)

Gabriel Almeida Araújo, Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)

Discente de Medicina da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)

Orlando Vieira Gomes, Universidade Federal do Vale do São Francisco (UNIVASF)

Professor Mestre do curso de medicina da Universidade Federal do Vale do São Francisco (UNIVASF)

Renato Bispo de Cerqueira Filho, Universidade Federal do Vale do São Francisco (UNIVASF)

Professor de Neurologia do Curso de Medicina da UNIVASF. Neurologista Clínico e Intervencionista no Hospital NEUROCARDIO.

Cleison Welligton Amorim Brito, Faculdade de Ciências Médicas da Paraíba (FCM-PB)

Médico Residente em Cirurgia Geral. Curso de Medicina da Faculdade de Ciências Médicas da Paraíba (FCM/PB).

Referências

1. Brackmann DE. Vestibular schwannoma (acoustic neuroma). Otolaryngol Clin North Am. 2012;45(2):xiii-xv. doi: 10.1016/j.otc.2011.12.017.
2. Brackmann D, Arriaga M. Neoplasms of the posterior fossa. In: Flint PW, Haughey BH, Niparko JK, et al., editors. Cummings otolaryngology: head and neck surgery. 6th ed. Philadelphia, PA: Saunders; 2015. p.177.
3. Fisher JL, Pettersson D, Palmisano S, Schwartzbaum JA, Edwards CG, Mathiesen T, et al. Loud noise exposure and acoustic neuroma. Am J Epidemiol. 2014;180(1):58-67. doi: 10.1093/aje/kwu081.
4. Bielińska M, Owczarek K, Nowosielska-Grygiel J, Olszewski J, Pietkiewicz P.Acoustic neuroma as first sign of inner ear functional disorders. Otolaryngol pol. 2016;70(5):19-24. doi: 10.5604/00306657.1202784.
5. Medina MM, Carrillo A, Polo R, Fernandez B, Alonso D, Vaca M, et al. Validation of the Penn Acoustic Neuroma Quality-of-Life Scale (PANQOL) for spanish-speaking patients. Otolaryngol Head Neck Surg. 2017;1–7. doi: 10.1177/0194599816688640.
6. Stangerup SE, Caye-Thomasen P. Epidemiology and natural history of vestibular schwannomas. Otolaryngol Clin North Am. 2012;45(2):257-68. doi: 10.1016/j.otc.2011.12.008.
7. Chen M, Fan Z, Zheng X, Cao F, Wang L. Risk factors of acoustic neuroma: systematic review and meta-analysis. Yonsei Med. J. 2016;57(3):776-83. doi: 10.3349/ymj.2016.57.3.776.
8. Cohen-Inbar O. The multidisciplinary treatment of vestibular schwannoma (acoustic neuroma). Harefuah. 2016;155(3):181-4, 194-5.
9. Álvarez-Morujo GRJ, Alvarez-Palacios I, Martin-Oviedo C, Scola-Yurrita B, Arístegui-Ruiz MÁ.Conservative Management of Vestibular Schwannoma. Acta Otorrinolaringol Esp. 2014;65(5):275-82. doi: 10.1016/j.otorri.2014.01.002.
10. Van Leeuwen BM, Herruer JM, Putter H, van der Mey AG, Kaptein AA.The art of perception: patients drawing their vestibular schwannoma. Laryngoscope. 2015;125(12):2660-7. doi: 10.1002/lary.25386.
11. Carlson ML, Habermann EB, Wagie AE, Driscoll CL, Van Gompel JJ, Jacob JT, Link MJ.The Changing Landscape of Vestibular Schwannoma Management in the United States – a shift toward conservatism. Otolaryngol Head Neck Surg. 2015;153(3):440-6. doi: 10.1177/0194599815590105.
12. Arístegui RMA, González-Orús Álvarez-Morujo RJ, Oviedo CM, Ruiz-Juretschke F, García Leal R, Scola Yurrita B. Surgical treatment of vestibular schwannoma. Review of 420 cases. Acta Otorrinolaringol Esp. 2016;67(4):201-11. doi: 10.1016/j.otorri.2015.09.003.
13. Arribas L, Chust ML, Menéndez A, Arana E, Vendrell JB, Crispín V, et al. Non surgical Treatment of Vestibular Schwannoma. Acta Otorrinolaringol Esp. 2015;66(4):185-91. doi: 10.1016/j.otorri.2014.08.003.
14. De Vries M, Mey AGLVD, Hogendoorn PCW. Tumor Biology of Vestibular Schwannoma: A Reviewof Experimental Data on the Determinants of TumorGenesis and Growth Characteristics. Otol Neurotol. 2015;36:1128-36. doi: 10.1097/MAO.0000000000000788.
Publicado
2019-11-27
Como Citar
Rodrigues, M., Santana, L., Araújo, G., Gomes, O., Filho, R., & Brito, C. W. (2019). Manifestação clínica-epidemiológica do Schwannoma vestibular. Revista De Medicina, 98(6), 427-430. https://doi.org/10.11606/issn.1679-9836.v98i6p427-430
Seção
Artigos de Revisão/Review Articles