Herniação gástrica diafragmática pós-cirúrgica

Palavras-chave: Hérnia diafragmática, Estômago, Cirurgia, Diagnóstico por imagem

Resumo

Justificativa: A hérnia diafragmática é uma complicação incomum nos procedimentos cirúrgicos torácicos e abdominais, mas importante pois submete o paciente à uma nova intervenção e põe a vida do mesmo em risco. Caso: Paciente masculino submetido a nefrectomia total após necrose por litíase renal. No pós-operatório apresentou sintomas dispépticos; o estudo de imagem revelou hérnia diafragmática esquerda com protusão total do estômago na região torácica. Discussão: A hérnia diafragmática é definida como a evisceração transdiafragmática de conteúdo abdominal no tórax, afetando mais frequentemente o estômago. Podem ser classificadas em congênitas e adquiridas, prevalecendo a Bochdalek como a principal herniação congênita. A hérnia diafragmática iatrogênica é uma complicação rara, existindo poucos relatos na literatura. O diagnóstico é estabelecido pelo exame de Tomografia Computadorizada que evidencia a protusão da víscera na cavidade torácica. O tratamento de escolha é cirúrgico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ângelo Antônio Pistóia, UFN Universidade Franciscana, Santa Maria, RS

Acadêmico de Medicina da UFN Universidade Franciscana, Santa Maria, RS.

Bruno Proença Nunes, UFN Universidade Franciscana, Santa Maria, RS

Acadêmico de Medicina da UFN Universidade Franciscana, Santa Maria, RS.

Vinicius Sindoli Heinle, UFN Universidade Franciscana, Santa Maria, RS

Acadêmico de Medicina da UFN Universidade Franciscana, Santa Maria, RS.

Joanine Girardi Kettner, UFN Universidade Franciscana, Santa Maria, RS

Doutoranda em Medicina e Ciências da Saúde pela PUCRS, Professora do curso de Medicina da UFN Universidade Franciscana, Santa Maria, RS. 

Eduardo Buzatti Souto, UFN Universidade Franciscana, Santa Maria, RS

Médico Gastroenterologista com subárea em Endoscopia, Professor do curso de Medicina da UFSM e da UFN Universidade Franciscana, Santa Maria, RS. 

Felipe André Marasca, UFN Universidade Franciscana, Santa Maria, RS

Professor do Curso de Medicina da Universidade Federal de Santa Maria - UFSM - RS; Professor do Curso de Medicina da Universidade Franciscana - UFN - Santa Maria - RS; Cirurgião do Aparelho Digestivo no Hospital Universitário de Santa Maria - HUSM - RS.

Referências

Pereira Junior GA. Hérnia diafragmática traumática. Rev Col Bras Cir. 2001;28(5):375-82. http://dx.doi.org/10.1590/S0100-69912001000500011.

Brown GL, Richardson JD. Traumatic diaphragmatic hernia: a continuing challenge. Ann Thorac Surg. 1985;39:170-3. doi: 10.1016/s0003-4975(10)62559-3.

Nagy KK, Barrett JA. Diaphragm. In: Rao R. Ivatury C. Gene Cayten: the textbook of penetrating trauma. USA: Williams & Wilkins; 1996. Cap. 45, p.564-70.

Shanmuganathan K, Killeen K, Mirvis SE, White CS. Imaging of diaphragmatic injuries. J Thorac Imaging. 2000;15:104-11. Available from: https://journals.lww.com/thoracicimaging/Fulltext/2000/04000/Imaging_of_Diaphragmatic_Injuries.5.aspx.

Feliciano DV, Cruse PA, Mattox KL, Bitondo CG, Burch JM, Noon GP, Beall JR AC. Delayed diagnosis of injuries to the diaphragm after penetrating wounds. J Trauma. 1988;28:1135-44. doi: 10.1097/00005373-198808000-00005.

Publicado
2019-10-15
Como Citar
Pistóia, Ângelo, Nunes, B., Sindoli Heinle, V., Kettner, J., Souto, E., & Marasca, F. (2019). Herniação gástrica diafragmática pós-cirúrgica. Revista De Medicina, 98(5), 362-364. https://doi.org/10.11606/issn.1679-9836.v98i5p362-364
Seção
Relato de Caso/Case Report