A saúde mental dos estudantes de medicina

reminiscências e conjecturas de um mestre-escola

Palavras-chave: Saúde mental, Educação médica, Relações médico-paciente, Ciência, Arte

Resumo

A questão da saúde mental dos alunos de Medicina tem sido alvo de crescente preocupação em todo o mundo. Há evidências de que o próprio curso está relacionado com o surgimento de quadros graves, principalmente depressão e ideação suicida, nesta população. Este trabalho busca aprofundar o que exatamente ocorre no ensino de Medicina que acarreta esta situação. Mediante o uso de associação livre, narram-se algumas experiências do autor como estudante e como docente para discutir os fatores envolvidos: o denominado currículo oculto, a ideologia do não envolvimento, o curso de Medicina como instituição total. Sugerem-se medidas para atenuar a aridez do curso, enfatiza-se o papel da arte na medicina e na docência e a formação de vínculos a fim de possibilitar uma experiência prazerosa de aprendizagem tanto para docentes como para discentes. Propõe-se que a docência – assim como a Medicina - seja ciência e arte, e o próprio artigo busca – assim como Medicina e docência o fazem - agregar ciência e arte.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sergio Zaidhaft, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Professor de Psicologia Médica da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio de Janeiro e do Curso de Medicina da Universidade Estácio de Sá. Mestre em Psiquiatria. Psicanalista.

Publicado
2019-04-29
Como Citar
Zaidhaft, S. (2019). A saúde mental dos estudantes de medicina. Revista De Medicina, 98(2), 86-98. https://doi.org/10.11606/issn.1679-9836.v98i2p86-98