Determinantes sociais no currículo médico

como iniciativas discentes podem contribuir para a formação dos profissionais acerca dos determinantes sociais de saúde

  • Comissão Organizadora da Semana da Diversidade da FMUSP Faculdade de Medicina FMUSP, Universidade de São Paulo
Palavras-chave: Comportamento social, Meio social, Educação médica, Currículo, Tendências

Resumo

O reconhecimento dos determinantes sociais é fundamental para promoção de uma assistência qualificada e ajustada à realidade dos indivíduos, bem como para o planejamento de políticas públicas e de medidas educacionais. Entretanto, ainda que a literatura científica evidencie esse como um dos pontos-chave para a efetividade do cuidado, os currículos programáticos de cursos da área da saúde historicamente apresentam lacunas acerca de tal temática, inviabilizando a formação de profissionais que ativamente relacionem os determinantes sociais à sua prática clínica. Nesse sentido, iniciativas do corpo discente se propõem a trazer ao ambiente universitário o debate sobre temas como sexualidade, identidade de gênero, racismo e desigualdades sociais, com intuito de promover uma formação crítica dos futuros profissionais, questionar o insuficiente conteúdo programático proposto pelas universidades e aproximar a comunidade civil dos espaços de produção do conhecimento.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2019-04-29
Como Citar
Semana da Diversidade da FMUSP, C. O. (2019). Determinantes sociais no currículo médico. Revista De Medicina, 98(2), 155-157. https://doi.org/10.11606/issn.1679-9836.v98i2p155-157
Seção
Relato de Experiência/Experience Report