Consumo de cromo e estado nutricional de universitários em Sobral, Ceará, Brasil

Palavras-chave: Cromo, Estudantes, Estado nutricional, Diabetes mellitus, Consumo de alimentos, Estudantes de ciências da saúde

Resumo

O objetivo desta pesquisa foi avaliar o estado nutricional e o consumo alimentar de cromo de acadêmicos de uma instituição de ensino superior. Foi aplicado um Questionário de Frequência Alimentar e realizou-se antropometria em acadêmicos de um centro universitário no interior do Ceará. Participaram 125 alunos matriculados no curso de Nutrição dos quais 19 eram homens (15,2%) e 106 eram mulheres (84,8%) com média de faixa etária de 24 anos. As variáveis antropométricas foram peso, altura, circunferência da cintura e quadril. Como resultados, as seguintes médias foram obtidas: 63,41 kg de peso, 1,64 m de altura, 30,08 % do índice de adiposidade corporal e 1,12 m2/kg do índice de conicidade no público feminino; e 57,28 kg de peso, 1,59 m de altura, 21,76 % do índice de adiposidade corporal e 1,08 m2/kg do índice de conicidade no público masculino. Através do Índice de Massa Corpórea, foi certificado que 67,2% dos participantes apresentaram sobrepeso/obesidade, 28,8% eutrofia e 4,0% baixo peso. Em relação ao consumo alimentar, averiguou-se a frequência em que os indivíduos ingeriam alimentos com baixo, médio e alto teor de cromo, constatando frequência de 1 a 4 vezes por dia. Com isso, todos os acadêmicos apresentaram ingestão diária desse mineral, ressaltando-se que 62% dos alimentos ingeridos concentraram-se no consumo de altas quantidades de carboidratos refinados, o que não é favorável em termos de estado nutricional. Concluiu-se que o consumo dietético diário de cromo aponta que os acadêmicos estão ingerindo porções suficientes do mineral, evitando possível deficiência, apesar do sobrepeso e obesidade estarem em dominância. Isso poderia ser um dos fatores que elevaria o risco de diabetes mellitus tipo II.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Gleyciane de Lima Rocha

Nutricionista, Bacharela em Nutrição pelo Centro Universitário Inta (UNINTA). 

Jorge Luís Pereira Cavalcante, Centro Universitário UNINTA

Nutricionista, Bacharel em Nutrição pela Universidade Estadual do Ceará (UECE), Especialista em Dietoterapia (UNIFOR), Mestre em Ciência e Tecnologia de Alimentos pela Universidade Federal do Ceará (UFC), Doutorando em Nutrição pela Universidad Internacional Iberoamericana (UNINI México) e Docente do Curso de Bacharelado em Nutrição do Centro Universitário Inta (UNINTA).

Referências

Oliveira JEP, Foss-Freitas MC, Junior RMM, Vencio S. Diretrizes da Sociedade Brasileira de Diabetes 2017/2018. São Paulo: Clannad; 2017. Disponível em: https://www.diabetes.org.br/profissionais/images/2017/diretrizes/diretrizes-sbd-2017-2018.pdf.

Tonetto IFA, Baptista MHB, Gomides DS, Pace AE. Quality of life of people with diabetes mellitus. Rev Esc Enferm USP. 2019;53:e03424. doi: http://dx.doi.org/10.1590/s1980-220x2018002803424.

Sartorelli DS, Franco LJ. Tendências do diabetes mellitus no Brasil: o papel da transição nutricional. Cad Saude Pública. 2003;19(Sup. 1):S29-S36. doi: http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X2003000700004.

Ortiz MCA, Zanetti ML. Levantamento dos fatores de risco para diabetes mellitus tipo 2 em uma instituição de ensino superior. Rev Latino-Am Enfermagem. 2001;9(3):58-63. doi: http://dx.doi.org/10.1590/S0104-11692001000300009.

Pereira LO, Francischi RP, Lancha Jr AH. Obesidade: hábitos nutricionais, sedentarismo e resistência à insulina. Arq Bras Endocrinol Metab. 2003;47(2):111-27. doi: http://dx.doi.org/10.1590/S0004-27302003000200003.

Carvalheira JBC, Zecchin HG, Saad MJA. Vias de Sinalização da Insulina. Arq Bras Endocrinol Metab. 2002;46(4):419-25. doi: http://dx.doi.org/10.1590/S0004-27302002000400013.

Fonseca LA, Girardi FM, Coelho CS, Barioni G, Rangel VB, Gonçalves RC. Influence of chromium supplementation on energy metabolism in horses used in policing activity. Arq Bras Med Vet Zootec. 2011;63(5):1175-80. doi: http://dx.doi.org/10.1590/S0102-09352011000500019.

Falcão LEM. Suplementação de cromo associado ao exercício físico. RBNE. 2016;10(57):343-9. Disponível em: http://www.rbne.com.br/index.php/rbne/article/view/647/558.

Gomes MR, Rogero MM, Tirapegui J. Considerações sobre cromo, insulina e exercício físico. Rev Bras Med Esporte. 2005;11(5):262-6. doi: http://dx.doi.org/10.1590/S1517-86922005000500003.

Silva AGH, Pires LV, Cozzolino SMF. Cromo. In: Cozzolino SMF. In: Biodisponibilidade de nutrientes. Barueri: Manole; 2015.

Simões ALR. Intervenção do cromo na relação da insulina e exercício físico. São Paulo: Associação Brasileira de Medicina Biomolecular; 2011.

Lukaski HC. Magnesium, zinc, and chromium nutriture and physical activity. Am J Clin Nutr. 2000;72(Supl 2):585S-593S. doi: https://doi.org/10.1093/ajcn/72.2.585S.

Chehade JM, Sheikh-Ali M, Mooradian AD. The role of micronutrients in managing diabetes. Diabetes Spectrum. 2009;22:214-8. doi: https://doi.org/10.2337/diaspect.22.4.214.

Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica - ABESO. Diretrizes Brasileiras de Obesidade. São Paulo: ABESO; 2016. Disponível em: http://www.abeso.org.br/uploads/downloads/92/57fccc403e5da.pdf.

Bergman RN, Stefanovski D, Buchanan TA, Sumner AE, Reynolds JC, Sebring N et al. A better index of body adiposity. Obesity (Silver Spring). 2011;19(5):1083-9. doi: https://doi.org/10.1038/oby.2011.38

Mussoi TD. Avaliação nutricional na prática clínica: da gestação ao envelhecimento. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan; 2014.

Anderson RA, Bryden NA, Polansky MM. Dietary chromium intake. Freely chosen diets, institutional diets, and individual foods. Biol Trace Elem Res. 1992;32(1):117-21. https://link.springer.com/article/10.1007/BF02784595.

Alvarado-Gámez A, Blanco-Sáenz R, Mora-Morales E. El cromo como elemento esencial en los humanos. Rev Costarric Cienc Méd. 2002;23(1-2):55-68. Disponível em: http://www.scielo.sa.cr/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0253-29482002000100006&lng=en.

Nix S. Minerais. In: Nix S. Nutrição básica & dietoterapia. Rio de Janeiro: Elsevier; 2010.

Wardlaw GM, Smith AM. Água e minerais. In: Wardlaw GM, Smith AM. Nutrição contemporânea. Porto Alegre: Artemed/McGrawHill; 2013.

Silva LFM. Teor de cromo em alimentos e ingestão dietética de cromo por atletas de basquetebol [tese]. Campos dos Goytacazes: UENF; 2014. Disponível em: http://uenf.br/posgraduacao/producao-vegetal/wp-content/uploads/sites/10/2015/01/TESE-Luiz-Fernando-Miranda-da-Silva.pdf.

Pei D, Hsieh CH, Hung YJ, Li CH, Kuo SW. The influence of chromium chloride-containing milk to glycemic control of patients with type 2 diabetes mellitus: a randomized, double-blind, placebo-controlled trial. Metabolism. 2006;55(77):923-7. doi: https://doi.org/10.1016/j.metabol.2006.02.021.

Jaramillo RAM. Importancia del cromo en el organismo de personas con diabetes tipo II. Rev Tec U. 2007;5(5):3-7. Disponível em: http://www.revistasbolivianas.org.bo/pdf/rtc/v5n5/v5n5a02.pdf.

Muñoz EL, Colman EL, Blanco LL. El efecto del cromo en el síndrome metabólico [monografia]. Madrid: Universidad Complutense de Madrid; 2016. Disponível em: http://147.96.70.122/Web/TFG/TFG/Memoria/LUCIA%20LOPEZ%20BLANCO.pdf.

Kleefstra N, Houweling ST, Bakker SJL, Verhoeven S, Gans ROB, Meyboom DE, et al. Chromium treatment has no effect in patients with type 2 diabetes in an Western Population: a randomized, double-blind, placebo-controlled trial. Diabetes Care. 2007;30(5):1092-6. doi: https://doi.org/10.2337/dc06-2192.

Sales-Peres SHC, Goya S, Sant’anna RMF, Silva HM, Sales-Peres AC, SILVA RPR, Lauris JRP, et al. Prevalência de sobrepeso e obesidade e fatores associados em adolescentes na região centro-oeste do estado de São Paulo (SP, Brasil). Ciênc Saúde Coletiva. 2010;15(Supl 2):3175-84. doi: http://dx.doi.org/10.1590/S1413-81232010000800022.

Toimil RFSL, Ferreira SRG. Nutrição no diabetes melitus. In: Silva SMCS, Mura JDP. Tratado de alimentação, nutrição e dietoterapia. São Paulo: Roca; 2010.

Paiva AN. Suplementação oral com picolinato de cromo em pacientes com diabetes tipo 2: um ensaio clínico randomizado [tese]. Natal: UFRN; 2015. doi: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/20372.

Publicado
2019-10-15
Como Citar
Rocha, A. G., & Cavalcante, J. L. (2019). Consumo de cromo e estado nutricional de universitários em Sobral, Ceará, Brasil. Revista De Medicina, 98(5), 298-303. https://doi.org/10.11606/issn.1679-9836.v98i5p298-303
Seção
Artigos/Articles