Desenvolvimento histórico da epidemiologia e do conceito de risco

  • José Ricardo de Carvalho Mesquita Ayres Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina, Departamento de Medicina Preventiva
Palavras-chave: Epidemiologia/história, Risco, Conhecimento, Medicina preventiva

Resumo

A utilização do raciocínio probabilístico nas práticas de saúde foi originalmente introduzida pela epidemiologia e é hoje amplamente utilizado em todas as áreas da medicina. O objetivo deste trabalho foi revisitar o desenvolvimento histórico da epidemiologia e a formalização de seu elemento epistemológico nuclear, o conceito de risco, responsável pela emergência da probabilidade como parte do raciocínio causal nas ciências da saúde. O estudo situa-se na fronteira entre as disciplinas de medicina preventiva e social, história e filosofia das ciências, caracterizando-se como uma epistemologia histórico-crítica. O período de estudo abrangeu os anos de 1872 a 1965 e sua base documental foi constituída por trabalhos de periódicos científicos relacionados à construção do campo epidemiológico, em particular o American Journal of Hygiene, livros, anais de congressos, brochuras científicas etc. Foram identificadas e discutidas três etapas de desenvolvimento da epidemiologia: epidemiologia da constituição, epidemiologia da exposição e epidemiologia do risco, apontando-se aspectos epistemológicos e sócio-culturais relacionados a cada uma delas. Destacou-se a importância da reflexão crítica sobre a ciência epidemiológica, e as ciências da saúde de modo geral, para otimizar seu uso atual e propiciar sua constante e criativa transformação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

José Ricardo de Carvalho Mesquita Ayres, Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina, Departamento de Medicina Preventiva
Professor Titular do Departamento de Medicina Preventiva da FMUSP.
Publicado
2009-09-06
Como Citar
Ayres, J. R. (2009). Desenvolvimento histórico da epidemiologia e do conceito de risco. Revista De Medicina, 88(2), 71-79. https://doi.org/10.11606/issn.1679-9836.v88i2p71-79
Seção
Aprendendo