Portal da USP Portal da USP Portal da USP

Desenvolvimento histórico da epidemiologia e do conceito de risco

José Ricardo de Carvalho Mesquita Ayres

Resumo


A utilização do raciocínio probabilístico nas práticas de saúde foi originalmente introduzida pela epidemiologia e é hoje amplamente utilizado em todas as áreas da medicina. O objetivo deste trabalho foi revisitar o desenvolvimento histórico da epidemiologia e a formalização de seu elemento epistemológico nuclear, o conceito de risco, responsável pela emergência da probabilidade como parte do raciocínio causal nas ciências da saúde. O estudo situa-se na fronteira entre as disciplinas de medicina preventiva e social, história e filosofia das ciências, caracterizando-se como uma epistemologia histórico-crítica. O período de estudo abrangeu os anos de 1872 a 1965 e sua base documental foi constituída por trabalhos de periódicos científicos relacionados à construção do campo epidemiológico, em particular o American Journal of Hygiene, livros, anais de congressos, brochuras científicas etc. Foram identificadas e discutidas três etapas de desenvolvimento da epidemiologia: epidemiologia da constituição, epidemiologia da exposição e epidemiologia do risco, apontando-se aspectos epistemológicos e sócio-culturais relacionados a cada uma delas. Destacou-se a importância da reflexão crítica sobre a ciência epidemiológica, e as ciências da saúde de modo geral, para otimizar seu uso atual e propiciar sua constante e criativa transformação.

Palavras-chave


Epidemiologia/história; Risco; Conhecimento; Medicina preventiva

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.11606/issn.1679-9836.v88i2p71-79

Métricas do Artigo

Carregando métricas...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.