Aspectos do sono e das funções neurocomportamentais em condutores profissionais de veículos pesados: revisão da literatura

  • Carlos Souto dos Santos Filho Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina. Departamento de Medicina Legal, Ética Médica e Medicina Social e do Trabalho
  • Gisele Mussi Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina. Hospital das Clínicas. Serviço de Saúde Ocupacional
  • Eduardo Costa Sá Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina. Hospital das Clínicas. Serviço de Saúde Ocupacional
  • Vilma Leyton Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina. Departamento de Medicina Legal, Ética Médica e Medicina Social e do Trabalho
Palavras-chave: Transtornos do sono, Manifestações neurocomportamentais, Condução de veículo, Veículos automotores

Resumo

Caminhoneiros tipicamente têm horários de trabalho irregulares e devem freqüentemente inverter o ciclo vigília-sono, levando a privação parcial de sono cronicamente. Esta situação predispõe a elevados níveis de estresse, ao uso abusivo de drogas e psicoestimulantes, aos distúrbios alimentares, ao sedentarismo e ao desenvolvimento de doenças crônicas. Este estudo teve por objetivo revisar os distúrbios de sono e as alterações neurocomportamentais nesta população. Os autores realizaram uma discussão de 38 artigos selecionados nas bases de dados Medline, Cochrane Library, Lilacs e SciELO, usando como descritores transtornos do sono, condução de veículo, manifestações comportamentais no período de 1997 a 2010. Os autores enfatizaram neste trabalho os aspectos epidemiológicos, os fatores relacionados, os protocolos de avaliação, os instrumentos usados, as modalidades de tratamento, os distúrbios neurocomportamentais associados e as repercussões no trabalho, na saúde e na sociedade. Uma avaliação completa por profissionais capacitados na área de saúde ocupacional é fortemente recomendada na admissão, exames periódicos e na demissão destes funcionários. Faz necessário mais estudo para delinear quais os tipos de protocolos mais úteis na prática clínica, a fim de desenvolver estratégias de tratamento que contemple as necessidades destas pessoas

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carlos Souto dos Santos Filho, Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina. Departamento de Medicina Legal, Ética Médica e Medicina Social e do Trabalho
Especialização em Medicina do Trabalho no Departamento de Medicina Legal, Ética Médica e Medicina Social e do Trabalho da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP) e Médico Fisiatra do IMREA do Hospital das Clínicas da FMUSP
Gisele Mussi, Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina. Hospital das Clínicas. Serviço de Saúde Ocupacional
Ergonomista e Assistente Técnica do Serviço de Saúde Ocupacional do Hospital das Clínicas da FMUSP e Doutora em Ciências, Saúde do Trabalhador pela FMUSP
Eduardo Costa Sá, Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina. Hospital das Clínicas. Serviço de Saúde Ocupacional
Médico do Trabalho Chefe II do Serviço de Saúde Ocupacional do Hospital das Clínicas da FMUSP e Oftalmologista. Mestre em Ciências pela Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Vilma Leyton, Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina. Departamento de Medicina Legal, Ética Médica e Medicina Social e do Trabalho
Farmacêutica Bioquímica. Professora Doutora do Departamento de Medicina Legal, Ética Medica e Medicina Social e do Trabalho da FMUSP
Publicado
2011-06-17
Como Citar
Santos Filho, C., Mussi, G., Sá, E., & Leyton, V. (2011). Aspectos do sono e das funções neurocomportamentais em condutores profissionais de veículos pesados: revisão da literatura. Revista De Medicina, 90(2), 78-88. https://doi.org/10.11606/issn.1679-9836.v90i2p78-88
Seção
Artigos