Úlceras nos membros inferiores de pacientes diabéticos: mecanismos moleculares e celulares

  • Pedro Ribeiro Soares de Ladeira Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina
  • Cesar Isaac Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina, Hospital das Clínicas, Laboratório de Pesquisa em Cultura Celular e Feridas
  • Andre Oliveira Paggiaro Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina, Hospital das Clínicas, Instituto da Criança
  • Elisabeth Mie Hosaka Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina, Hospital das Clínicas, Laboratório de Pesquisa em Cultura Celular e Feridas
  • Marcus Castro Ferreira Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina, Hospital das Clínicas, Divisão de Cirurgia Plástica e Queimados
Palavras-chave: Pé diabético, Cicatrização, Ferimentos e lesões, Diabetes mellitus, Produtos finais de glicosilação

Resumo

Diabetes mellitus representa um grupo de desordens metabólicas heterogêneas que surge como resultado de hiperglicemia por déficit na secreção e/ou ação da insulina. Sua prevalência e gastos relacionados vêm crescendo no mundo todo. Entre suas complicações de longo prazo, a que mais gera admissões hospitalares é a úlcera de membros inferiores. Estas feridas frequentemente tornam-se crônicas devido a uma série de aberrações moleculares e celulares do processo de cicatrização, sendo as principais: alta concentração de metaloproteinases (MMPs), neuropatia, alta probabilidade de infecção e resposta inflamatória não fisiológica, estresse oxidativo, formação excessiva de AGEs (produtos de glicoxidação avançada), neoangiogênese deficiente, desbalanço entre metabolismo e entrega de nutrientes, concentrações inadequadas de fatores de crescimento e reguladores de expressão gênica, e anormalidades celulares. Com melhor compreensão científica desses eventos e da cicatrização fisiológica, novas abordagens da patologia poderão fornecer resultados mais satisfatórios ao seu tratamento

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Pedro Ribeiro Soares de Ladeira, Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina
Acadêmico do curso de Medicina da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo – FMUSP
Cesar Isaac, Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina, Hospital das Clínicas, Laboratório de Pesquisa em Cultura Celular e Feridas
Médico responsável pelo Laboratório de Pesquisa em Cultura Celular e Feridas – LIM 04 HCFMUSP
Andre Oliveira Paggiaro, Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina, Hospital das Clínicas, Instituto da Criança
Médico responsável pelo Banco de Tecidos do ICHC – FMUSP
Elisabeth Mie Hosaka, Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina, Hospital das Clínicas, Laboratório de Pesquisa em Cultura Celular e Feridas
Enfermeira membro do Laboratório de Pesquisa em Cultura Celular e Feridas – LIM 04 - HCFMUSP
Marcus Castro Ferreira, Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina, Hospital das Clínicas, Divisão de Cirurgia Plástica e Queimados
Professor Titular da Disciplina de Cirurgia Plástica da FMUSP e Diretor Técnico da Divisão de Cirurgia Plástica e Queimados do HCFMUSP
Publicado
2011-09-11
Como Citar
Ladeira, P., Isaac, C., Paggiaro, A., Hosaka, E., & Ferreira, M. (2011). Úlceras nos membros inferiores de pacientes diabéticos: mecanismos moleculares e celulares. Revista De Medicina, 90(3), 122-127. https://doi.org/10.11606/issn.1679-9836.v90i3p122-127
Seção
Artigos