Literatura e formação humanística em medicina: o experimento do Laboratório de Humanidades da EPM/UNIFESP

  • Dante Marcello Claramonte Gallian Universidade Federal de São Paulo, Escola Paulista de Medicina, Centro de História e Filosofia das Ciências da Saúde - CeHFi.
Palavras-chave: Educação médica, Humanidades, Ciências humanas/ética, Ciências humanas/educação, Humanização da assistência, Humanismo. Atividades humanas/ética, Literatura.

Resumo

Este artigo descreve, a partir da experiência com uma atividade educacional desenvolvida com alunos de graduação e pós-graduação da EPM-UNIFESP, o Laboratório de Humanidades, a forma como a leitura e discussão de clássicos da literatura universal pode contribuir para o processo de formação humanística e humanização de futuros médicos e profissionais da saúde em geral. Fundamentado na perspectiva teórica das humanidades e na observação empírica do fenômeno educacional, este estudo aponta a experiência estética e reflexiva a partir da literatura como forma privilegiada de promover a humanização no contexto educacional.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Dante Marcello Claramonte Gallian, Universidade Federal de São Paulo, Escola Paulista de Medicina, Centro de História e Filosofia das Ciências da Saúde - CeHFi.
Docente e Diretor do Centro de História e Filosofia das Ciências da Saúde - CeHFi da EPM/UNIFESP.
Publicado
2012-09-18
Como Citar
Gallian, D. M. (2012). Literatura e formação humanística em medicina: o experimento do Laboratório de Humanidades da EPM/UNIFESP. Revista De Medicina, 91(3), 174-177. https://doi.org/10.11606/issn.1679-9836.v91i3p174-177
Seção
Artigos