Análise da associação entre o quadro clínico referido pelas pacientes portadoras de endometriose e o local de acometimento da doença

  • Bruna Thomazelli Berbel Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina
  • Sérgio Podgaec Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina, Hospital das Clínicas, Departamento de Ginecologia e Obstetrícia
  • Maurício Simões Abrão Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina, Hospital das Clínicas, Departamento de Ginecologia e Obstetrícia
Palavras-chave: Infertilidade, Dor pélvica, Endometriose

Resumo

A endometriose é uma doença caracterizada pelo implante ectópico de estroma e/ou epitélio glandular endometrial em localização extra-uterina que acomete 15% das mulheres em idade reprodutiva, podendo se manifestar em focos superficiais peritoneais, no ovário ou na forma infiltrativa profunda. A paciente pode apresentar quadro clínico diverso com queixa de dispareunia de profundidade, dismenorréia, dor pélvica acíclica, infertilidade, alterações intestinais e urinárias cíclicas. A suspeita diagnóstica é feita através de quadro clínico sugestivo associado com exames de imagem, porém a confirmação depende de procedimento cirúrgico, como a vídeo-laparoscopia que permite visualização da pelve e obtenção de amostra tecidual para posterior análise histológica. Em algumas pesquisas acerca do atraso no diagnóstico da endometriose desde o aparecimento de sintomas, concluiu-se que uma das principais causas desse atraso é o pouco conhecimento relativo à doença entre pacientes e médicos, além da dificuldade de acesso à cirurgia laparoscópica em serviços públicos de saúde. Algumas pesquisas foram feitas para tentar relacionar os tipos de doença, sintomas e locais acometidos e acharam associações mais evidentes entre dispareunia de profundidade e doença em fundo de saco posterior, além de maior intensidade de dismenorréia e dor pélvica acíclica em estádios mais avançados da doença. Nosso estudo faz uma revisão da literatura no sentido de encontrar relações consistentes entre as características da doença e os sintomas, buscando vieses que prejudicaram outras pesquisas, como de seleção de pacientes e informação, e permitindo à prática clínica o diagnóstico mais precoce das pacientes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Bruna Thomazelli Berbel, Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina
Acadêmica do curso de Medicina da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo.
Sérgio Podgaec, Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina, Hospital das Clínicas, Departamento de Ginecologia e Obstetrícia
Mestre em Ginecologia pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, Médico do Setor de Endometriose do Departamento de Ginecologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo.
Maurício Simões Abrão, Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina, Hospital das Clínicas, Departamento de Ginecologia e Obstetrícia
Professor Livre-Docente de Ginecologia pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, Médico Responsável pelo Setor de Endometriose do Departamento de Ginecologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo.
Publicado
2008-09-18
Como Citar
Berbel, B., Podgaec, S., & Abrão, M. (2008). Análise da associação entre o quadro clínico referido pelas pacientes portadoras de endometriose e o local de acometimento da doença. Revista De Medicina, 87(3), 195-200. https://doi.org/10.11606/issn.1679-9836.v87i3p195-200
Seção
Artigos Médicos