Lesão da artéria ilíaca interna bilateral associada com trauma pélvico, tratada por intervenção arteriografia com embolização

  • Tiago Santoro Bezerra Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina
  • Diogo Garcia Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina
  • Francisco S. Collet e Silva Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina
  • Renato Sergio Poggetti Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina
  • Belchor Fontes Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina
  • Dario Birolini Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina, Departamento de Cirurgia
Palavras-chave: Pelve/lesões, Radiologia intervencionista, Embolização terapêutica, Artéria ilíaca/lesões, Fraturas fechadas.

Resumo

Ruptura traumática do anel pélvico resulta geralmente de impacto com grande dispêndio de energia levando à ruptura do complexo ósteo-ligamentar levando a hemorragia retroperitoneal oriunda do plexo venoso posterior da pelve e de superfícies ósseo-esponjosas, que juntamente com lesões associadas acarreta cerca de 15% a 25% de mortalidade nos pacientes com lesão do anel pélvico(1).  Em menos de 10% dos casos ocorre sangramento de artérias conhecidas, e em menos de 1% é relatado sangramento de vasos ilíacos ou femorais(2,3,4). O objetivo do presente estudo é relatar o caso de um paciente vítima de trauma contuso com fratura pélvica e instabilidade hemodinâmica persistente após fixação pélvica externa, tendo se diagnosticado por arteriografia lesão artérial ilíaca interna bilateral, e tratado por radiologia inervencionista com embolização.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Tiago Santoro Bezerra, Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina
Residente de Cirurgia Geral (2º Ano), HC, FMUSP.
Diogo Garcia, Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina
Residente de Cirurgia Geral (4º Ano), HC, FMUSP.
Francisco S. Collet e Silva, Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina
Medico Assistente DCCIII, HC, FMUSP.
Renato Sergio Poggetti, Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina
Diretor, SCE, DCCIII, HC, FMUSP.
Belchor Fontes, Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina
Supervisor médico, SCE, DCCIII, HC, FMUSP.
Dario Birolini, Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina, Departamento de Cirurgia
Professor, Disciplina de Cirurgia do Trauma, Departamento de Cirurgia, FMUSP.
Publicado
2007-06-20
Como Citar
Bezerra, T., Garcia, D., Silva, F., Poggetti, R., Fontes, B., & Birolini, D. (2007). Lesão da artéria ilíaca interna bilateral associada com trauma pélvico, tratada por intervenção arteriografia com embolização. Revista De Medicina, 86(2), 106-111. https://doi.org/10.11606/issn.1679-9836.v86i2p106-111
Seção
Artigos Médicos