Estudo do desempenho da dopplervelocimetria e dos métodos de avaliação das atividades biofísicas fetais na predição das condições pós-natais adversas

  • Paula Waki Lopes da Rosa Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina
  • Paula Gabriela Marin Figueira Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina
  • Renato Bussadori Tomioka Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina
  • Seizo Miyadahira Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina
  • Rossana Pulcineli Vieira Francisco Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina.
  • Marcelo Zugaib Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina.
Palavras-chave: Viabilidade fetal, Sofrimento fetal, Insuficiência placentária, Ultra-sonografia Doppler em cores, Cardiotocografia.

Resumo

Este estudo retrospectivo e transversal teve como objetivo verificar o desempenho dos exames antenatais, para a predição de resultados pós-natais adversos. Selecionaram-se 1.387 pacientes com alto risco gestacional, no Setor de Avaliação da Vitalidade Fetal, da Clínica Obstétrica do Hospital das Clínicas da FMUSP. O desempenho de todos os exames foi testado, para a predição dos resultados pós-natais adversos, por meio do cálculo da sensibilidade, especificidade, VPP e VPN. O enfoque inédito do estudo foi a divisão da amostra em dois subgrupos, estratificada segundo o risco imposto pelas doenças ou intercorrências obstétricas. O subgrupo de baixo risco composto por 659 casos, e o subgrupo de alto risco,por 728 casos. Os exames antenatais foram: Doppler umbilical, Doppler da artéria cerebralmédia, Doppler do ducto venoso, cardiotocografia e perfil biofísico fetal. Os resultados pós natais foram: prematuridade, desnutrição fetal, depressão neonatal (Apgar < 7) e acidemia no nascimento. Todos os testes demonstraram melhores resultados no subgrupo de alto risco do que no subgrupo de baixo risco. Considerando-se a predição de todos os resultados neonatais adversos, o Doppler umbilical demonstrou melhores resultados.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Paula Waki Lopes da Rosa, Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina
Acadêmico de Medicina da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo.
Paula Gabriela Marin Figueira, Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina
Acadêmico de Medicina da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo.
Renato Bussadori Tomioka, Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina
Acadêmico de Medicina da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo.
Seizo Miyadahira, Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina
Orientador, Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo.
Rossana Pulcineli Vieira Francisco, Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina.
Orientadora, Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo.
Marcelo Zugaib, Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina.
Orientador, Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo.
Publicado
2005-06-28
Como Citar
Rosa, P., Figueira, P., Tomioka, R., Miyadahira, S., Francisco, R., & Zugaib, M. (2005). Estudo do desempenho da dopplervelocimetria e dos métodos de avaliação das atividades biofísicas fetais na predição das condições pós-natais adversas. Revista De Medicina, 84(2), 55-71. https://doi.org/10.11606/issn.1679-9836.v84i2p55-71
Seção
Artigos