Cultura de condrócitos humanos para tratamento de lesões cartilaginosas

  • Nuberto Teixeira Neto Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina
  • Marcelo D. O. A. Tostes Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina
  • Victor Augusto Thome Grillo Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina.
  • André Paggiaro Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina
  • Solange Carrasco Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina
  • Marcos Castro Ferreira Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina.
Palavras-chave: Colágeno Tipo II/uso terapêutico, Cartilagem/lesões. Condrócitos, Cultura de células, Doenças das cartilagens/terapia.

Resumo

Este trabalho apresenta como objetivo testar o cultivo de condrócitos por um método não enzimático. Para isto, foram isolados condrócitos de cartilagem costal humana pelo método de explante primário, em que as células migraram da cartilagem e se aderiram ao fundo do frasco de cultura. Posteriormente, pelo método de imunofluorescência indireta dosou-se a capacidade de produção de colágeno tipo II pelos condrócitos isolados, a fim dese avaliar a capacidade das células de produzirem matriz extracelular para demonstrar a manutenção das capacidades fisiológicas das células isoladas em culltura.Desta forma,pela bioengenharia abre-se a possibilidade de criar cartilagem in vitro para substituir um tecido lesado, o qual não é capaz de se regenerar. O explante é um método simples e barato que permite o isolamento de condrócitos humanos. Comprovou-se que os condrócitos cultivados mantém sua capacidade fenotípica de produzir colágeno tipo II. Deste modo, comprova-se que as células isoladas produzem matriz extracelular típica do tecido cartilaginoso e são potencialmente utilizáveis para tratamento de lesões cartilaginosas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Nuberto Teixeira Neto, Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina
Aluno de graduação em Medicina da Faculdade de Medicina da USP.
Marcelo D. O. A. Tostes, Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina
Aluno de graduação em Medicina da Faculdade de Medicina da USP.
Victor Augusto Thome Grillo, Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina.
Aluno de graduação em Medicina da Faculdade de Medicina da USP.
André Paggiaro, Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina
Orientador, Faculdade de Medicina da USP.
Solange Carrasco, Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina
Orientador, Faculdade de Medicina da USP.
Marcos Castro Ferreira, Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina.
Orientador, Faculdade de Medicina da USP.
Publicado
2005-06-28
Como Citar
Neto, N., Tostes, M., Grillo, V., Paggiaro, A., Carrasco, S., & Ferreira, M. (2005). Cultura de condrócitos humanos para tratamento de lesões cartilaginosas. Revista De Medicina, 84(2), 82-89. https://doi.org/10.11606/issn.1679-9836.v84i2p82-89
Seção
Artigos