Avaliação da ocorrência de apoptose em células foliculares da tiróide de rato após estimulação seguida de supressão do hormônio tireotrófico endógeno

  • Dani Ejzenberg Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina.
  • Edna Teruko Kimura Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina.
Palavras-chave: Ratos Wistar, Estudos de avaliação, Apoptose-efeito de drogas, Tirotropina-análise, Supressão, Hormônios tireoideanos-análise.

Resumo

Objetivo: Neste estudo foram modulados os níveis de TSH hipofisário de ratos por tratamento farmacológico in vivo, para avaliação da possível perda celular por apoptose durante a involução da glândula tiróide por supressão de TSH. Métodos: Ratos Winstar machos (~220g peso corporal pc) foram tratados com metimazol (MTZ) 0,03% na água de beber por três semanas. Após este período receberam tiroxina (T4) 20 mg/100 g pc/dia intraperitonealmente por 1(T4-1d), 2 (T4-2d), 3 (T4-3d) e 5 (T4-5d) dias e o grupo controle (MTZ) sem tratamento com T4. Foi realizada a quantifição de DNA para verificação da perda celular e o valor obtido na A595 no espectofotômetro foi comparada à curva padrão de DNA de esperma de salmão. Resultados: O peso da tiróide (T)/100g de pc do animal e os valores de DNA calculados em mg/100 g de pc, Média ± SE, e a variação da quantidade de DNA (%) e m comparação ao grupo
MTZ. Na análise morfológica do tecido à microscopia óptica e eletrônica (MO e ME), os folículos dos ratos tratados com MTZ apresentam tirócitos altos com lúmens fechados e se observam reaparecimento gradativo dos lúmens e redução variada da altura das células nos tecidos com tratamento com T4. E m alguns lúmens, dos grupos tratados com T4 nota-se a presença de estruturas eletrondensas contendo resíduos de organelas, sendo mais freqüente nos tratamentos prolongados. Na região basal dos folículos aparecem esporadicamente células envolvendo fragmentos densos contendo cromatina intensamente condensada e resíduos de organelas (corpos apoptóticos) ou ainda células com cromatina condensada em meia-lua (células apoptóticas) nos grupos que receberam tratamento com T4. Conclusão: Nas tiróides dos animais tratados com T4 ocorre redução de DNA e observam-se estruturas
morfológicas de apoptose à MO e ME . A perda celular por processo de apoptose contribui juntamente com a hipoplasia
das células foliculares na involução da glândula tiróide de ratos submetidos a supressão de TSH.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Dani Ejzenberg, Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina.
Acadêmico da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo.
Edna Teruko Kimura, Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina.
Professora Doutora do Instituto de Ciências Biomédicas da Universidade de São Paulo.
Publicado
2000-10-29
Como Citar
Ejzenberg, D., & Kimura, E. (2000). Avaliação da ocorrência de apoptose em células foliculares da tiróide de rato após estimulação seguida de supressão do hormônio tireotrófico endógeno. Revista De Medicina, 79(2-4), 36-44. https://doi.org/10.11606/issn.1679-9836.v79i2-4p36-44
Seção
Não definida