Mecanismos de ocorrência de dor

  • Manoel Jacobsen Teixeira Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina.
Palavras-chave: Dor/fisiopatologia.

Resumo

Vários mecanismos estão envolvidos na ativação e supressão das unidades nociceptivas. Traumatismos físicos e químicos
ambientais ativam e sensibilizam os nociceptores nos tecidos. Disto resulta liberação tecidual de neurotransmissores excitatórios que sensibilizam e ativam as vias nociceptivas no sistema nervoso periférico e central. No ístmo nervoso central, unidades envolvidas nos mecanismos sensitivo-discriminativos, afetivo-motivacionais e quantitativo-avaliativos da sensibilidade. Nas unidades nervosas periféricas, nos gânglios sensitivos e nas unidades neuronais da medula espinal e encefálica há mecanismos supressores de dor; são ativados pela liberação de neurotransmissores inibitórios quando da apresentação de estímulos discriminativos. Do balanço da atividade das vias excitatórias e da vias supressoras ocorre a dor.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Manoel Jacobsen Teixeira, Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina.

Neurocirurgião, Prof. Dr. do Departamento de Neurologia da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, diretor da Liga de Dor do Centro Acadêmico Oswaldo Cruz da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo e do Centro Acadêmico XXXI de Outubro da Escola de Enfermagem da Universidade de São Paulo.

Publicado
2001-06-29
Como Citar
Teixeira, M. (2001). Mecanismos de ocorrência de dor. Revista De Medicina, 80(spe1), 22-62. https://doi.org/10.11606/issn.1679-9836.v80ispe1p22-62