Tratamento da dor em pediatria

  • Massako Okada Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina, Hospital das Clínicas
  • Manoel Jacobsen Teixeira Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina, Departamento de Neurologia
  • Karina Takesaki Miyagi Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem
Palavras-chave: Criança, Dor/terapia, Dor/reabilitação, Procedimentos neurocirúrgicos, Analgesia.

Resumo

Várias evidências sugerem que além do aspecto humanístico, o tratamento da dor em pediatria previne numerosas
complicações de ordem, física e psicocomportamental. A avaliação adequada da condição dolorosa e a eliminação dos fatores causais biopsicossociais são atitudes necessárias para o tratamento da dor. Em concomitância com esta atitude, o uso de analgésicos antiinflamatórios não esteroidais, opióides e adjuvantes são recomendáveis para aplicação nas diferentes faixas etárias dos doentes pediátricos. Os procedimentos de medicina física e reabilitação e de medicina psicocomportamental são indicados especialmente durante a fase reabilitacional e como formas de treinamento das crianças para enfrentar as condições álgicas agudas e crônicas. Os procedimentos neuroanestésicos e neurocirúrgicos são indicados em condições especiais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Massako Okada, Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina, Hospital das Clínicas

Médica Neuropediatra, coordenadora do Centro de Dor da Clínica Neurológica do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo e membro da Liga da Dor do Centro Acadêmico Oswaldo Cruz da Faculdade de Medicina e do Centro Acadêmico XXXI de Outubro da Escola de Enfermagem da Universidade de São Paulo.

Manoel Jacobsen Teixeira, Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina, Departamento de Neurologia

Médico Neurocirurgião, responsável pelo Centro de Dor do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo e membro da Liga da Dor do Centro Acadêmico Oswaldo Cruz da Faculdade de Medicina e do Centro Acadêmico XXXI de Outubro da Escola de Enfermagem da Universidade de São Paulo.

Karina Takesaki Miyagi, Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem

Aluna de graduação do Curso da Escola de Enfermagem da Universidade de São Paulo e membro da Liga da Dor do Centro Acadêmico Oswaldo Cruz da Faculdade de Medicina e do Centro Acadêmico XXXI de Outubro da Escola de Enfermagem da Universidade de São Paulo.

Publicado
2001-06-29
Como Citar
Okada, M., Teixeira, M., & Miyagi, K. (2001). Tratamento da dor em pediatria. Revista De Medicina, 80(spe1), 157-169. https://doi.org/10.11606/issn.1679-9836.v80ispe1p157-169