Promoção da alimentação saudável do 0 aos 5 anos de idade: a contribuição dos agentes comunitários de saúde

  • Maria Teresa Bechere Fernandes Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina, Departamento de Pediatria
  • Sabrina de Castro Boscariol Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina
  • Tatiane Mayumi Ito Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina
  • Thaissio Britto de Lima Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina
  • Thales Luvisotto Neder Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina
  • Victor Guedes Baquini Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina
  • Vinicius Lamboglia Miceli Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina
  • Warley Mitsugu Izumi Junior Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina
  • Alexandre Archanjo Ferraro Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina, Departamento de Pediatria
Palavras-chave: Agentes comunitários de saúde, Alimentos naturais, Criança, Saúde da família/educação, Alimentação.

Resumo

A prevalência de sobrepeso e obesidade tem aumentado no mundo e no Brasil em caráter epidêmico. Há evidências de que quanto maior o ganho de peso entre 0 a 5 anos de idade, maior o risco de obesidade futura. Estudos nacionais mostram que nossas crianças pré-escolares ingerem um alto percentual de carboidrato. Mesmo diante desses fatos os trabalhos de intervenção nutricional existentes são, na sua maioria, ações pontuais. Investir na capacitação e supervisão contínua dos Agentes Comunitários de Saúde (ACSs) da Estratégia de Saúde da Família pode auxiliar na promoção de uma nutrição adequada da população. Um exemplo: no ano de 2012 um grupo de alunos da disciplina de Atenção Primária do primeiro ano médico da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP) optou por trabalhar, como projeto de intervenção obrigatório da disciplina, com o tema alimentação saudável na infância e escolheu treinar ACSs, capacitando-os para saber responder perguntas que lhes fossem feitas pela comunidade e também para identificar erros dietéticos. A avaliação pós-intervenção mostrou que esses ACSs tiveram melhor desempenho em comparação com um grupo controle.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Teresa Bechere Fernandes, Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina, Departamento de Pediatria

Professor Doutor do Departamento de Pediatria da Medicina da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo – FMUSP. E-mail: ferraro@usp.br

Sabrina de Castro Boscariol, Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina
Graduandos da 100ª turma do Curso de Medicina da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo – FMUSP.
Tatiane Mayumi Ito, Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina
Graduandos da 100ª turma do Curso de Medicina da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo – FMUSP.
Thaissio Britto de Lima, Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina
Graduandos da 100ª turma do Curso de Medicina da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo – FMUSP.
Thales Luvisotto Neder, Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina
Graduandos da 100ª turma do Curso de Medicina da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo – FMUSP.
Victor Guedes Baquini, Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina
Graduandos da 100ª turma do Curso de Medicina da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo – FMUSP.
Vinicius Lamboglia Miceli, Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina
Graduandos da 100ª turma do Curso de Medicina da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo – FMUSP.
Warley Mitsugu Izumi Junior, Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina
Graduandos da 100ª turma do Curso de Medicina da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo – FMUSP.
Alexandre Archanjo Ferraro, Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina, Departamento de Pediatria
Professor Doutor do Departamento de Pediatria da Medicina da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo – FMUSP. E-mail: ferraro@usp.br
Publicado
2013-06-30
Como Citar
Fernandes, M. T., Boscariol, S., Ito, T., Lima, T., Neder, T., Baquini, V., Miceli, V., Izumi Junior, W., & Ferraro, A. (2013). Promoção da alimentação saudável do 0 aos 5 anos de idade: a contribuição dos agentes comunitários de saúde. Revista De Medicina, 92(2), 109-112. https://doi.org/10.11606/issn.1679-9836.v92i2p109-112
Seção
Artigos