Avaliação discente é importante ferramenta no aperfeiçoamento dos cursos de anatomia clínica

  • Mauro F. Carvalho Andrade Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina, Departamento de Cirurgia
  • Flávia A. Akamatsu Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina, Departamento de Cirurgia
  • Flavio Carneiro Hojaij Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina, Departamento de Cirurgia
  • Alfredo Luiz Jacomo Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina, Departamento de Cirurgia
Palavras-chave: Anatomia/educação, Ensino superior, Educação de graduação em medicina.

Resumo

Introdução: O conhecimento médico e a demanda docente estão em constante e progressiva mudança e os processos pedagógicos devem ser adaptados conforme as necessidades para prover o máximo rendimento. Analisamos retrospectivamente a avaliação discente de três métodos diferentes utilizados no curso de Anatomia Clínica da FMUSP na última década. Métodos: A Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo oferece avaliação sistemática de cada Disciplina, com avaliação dos estudantes de 38 diferentes aspectos relacionados ao curso, de estrutura física até a qualidade das aulas. Neste estudo, métodos diferentes de ensino de Anatomia Clínica para os alunos de 2o e 3o anos de Medicina foram confrontados com as avaliações discentes ao final do curso. Foram analisadas as mudanças pedagógicas no curso desde 1994 até o presente e seu impacto baseado na avaliação dos estudantes. Resultados: Observou-se melhora significativa na avaliação geral quando o curso foi mudado da técnica de Aprendizagem Baseada em Problemas para uma abordagem mais formal, com aulas teóricas dadas por especialistas, em sua maioria convidada de outras Disciplinas da Faculdade. Uma avaliação ainda mais positiva ocorreu quando os aspectos práticos focaram aspectos demonstrados em aulas teóricas, na sua maioria dada por especialistas com formação em Anatomia. Discussão: A avaliação dos estudantes permite aos coordenadores do curso redirecionar os objetivos e os métodos pedagógicos para ajustar o formato do curso como necessário. As notas finais também podem ser analisadas conjuntamente para que a efetividade do método empregado possa ser avaliada em conjunto com a avaliação discente. Conclusão: A contínua avaliação dos estudantes é essencial para que os coordenadores dos cursos possam adequar suas estratégias para enfrentar os desafios atuais dos processos pedagógicos e obter os melhores resultados nos cursos de Anatomia Clínica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mauro F. Carvalho Andrade, Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina, Departamento de Cirurgia
Professor Doutor da Disciplina de Topografia Estrutural Humana do Departamento de Cirurgia da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, Brasil
Flávia A. Akamatsu, Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina, Departamento de Cirurgia
Professora Doutora da Disciplina de Topografia Estrutural Humana do Departamento de Cirurgia da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, Brasil.
Flavio Carneiro Hojaij, Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina, Departamento de Cirurgia
Professor Doutor da Disciplina de Topografia Estrutural Humana do Departamento de Cirurgia da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, Brasil. Docente voluntário e Médico do LIM-02.
Alfredo Luiz Jacomo, Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina, Departamento de Cirurgia
Professor Associado da Disciplina de Topografia Estrutural Humana do Departamento de Cirurgia da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, Brasil.
Publicado
2013-12-21
Como Citar
Andrade, M., Akamatsu, F., Hojaij, F., & Jacomo, A. (2013). Avaliação discente é importante ferramenta no aperfeiçoamento dos cursos de anatomia clínica. Revista De Medicina, 92(4), 218-223. https://doi.org/10.11606/issn.1679-9836.v92i4p218-223
Seção
Artigos