O brincar e o saber de experiência

uma forma de resistir

  • Madalena Pedroso Aulicino Universidade de São Paulo. Escola de Artes, Ciências e Humanidades
  • Daniela Signorini Marcílio
Palavras-chave: Brincar Experiência Resistência

Resumo

O brincar é uma atividade livre e séria, possui finalidade autônoma e é um intervalo da vida cotidiana (HUIZINGA, 2005; CAILLOIS, 1990). A criança se desenvolve, adquire experiência, constrói e transmite sua cultura lúdica brincando (WINNICOTT, 1979; BROUGÈRE, 2008). Mas, que brincar é esse promovido e recomendado na atualidade? O objetivo desse artigo é refletir sobre a redução do tempo da infância em prol de uma ideologia da produção e do consumo, que valoriza a informação, o conhecimento e o aprendizado técnico e científico, e reduz o “saber de experiência” (BONDÍA, 2002). Nesse contexto, a retomada do brincar como atividade livre e uma experiência de vida seria uma possibilidade de resistência aos valores vigentes. Constatou-se que os Estudos Culturais como estratégia crítica e política podem contribuir para repensar o brincar hoje.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Madalena Pedroso Aulicino, Universidade de São Paulo. Escola de Artes, Ciências e Humanidades

possui bacharelado e licenciatura em Ciências Sociais pela Universidade de São Paulo, licenciatura em Estudos Sociais pela Faculdade de Ciências e Letras Teresa Martin; mestrado e doutorado em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo. Atualmente é docente do curso de Lazer e Turismo da Escola de Artes, Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo.

Daniela Signorini Marcílio

é mestra em Estudos Culturais da Escola de Artes, Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo, bacharel em Lazer e Turismo pela mesma instituição, agente do brincar na IPA BRASIL - Associação Brasileira pelo Direito de Brincar e à Cultura, coordenadora de frente temática no projeto de extensão universitária Banca da Ciência – Difusão dialógica da Ciência na Primeira Infância e na Pré-Adolescência, na EACH - USP.

Publicado
2016-08-29
Como Citar
Aulicino, M., & Marcílio, D. (2016). O brincar e o saber de experiência. Revista Estudos Culturais, (3). Recuperado de http://www.revistas.usp.br/revistaec/article/view/149561
Edição
Seção
ARTIGOS