A higienização do século XIX e o “contra a corrupção” do século XXI

similaridades no discurso das elites no Brasil

  • André Vitor Brandão Kfuri Borba Universidade do Estado de São Paulo
Palavras-chave: Higienização Discurso Sociedade

Resumo

Cada momento histórico é único, mas carrega em si tensões permanentes, num paradoxo entre o novo e o velho, valendo-se de novas experiências sem, entretanto, negar toda a bagagem cultural adquirida. Assim, este trabalho busca relacionar dois momentos distintos da história do Brasil, mas com características em comum: a higienização do início da República e o momento recente, em que estava em jogo o mandato da presidente Dilma Roussef . Por ser o Brasil um país com pouca mobilidade social e sem alterações substanciais no seu controle político, veremos como os interesses das camadas superiores da sociedade se reproduzem e se perpetuam, no intuito de fazer a população aderir a essa ideologia em favor de seus interesses privados.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

André Vitor Brandão Kfuri Borba, Universidade do Estado de São Paulo

é mestrando em Literatura e Vida Social pela Universidade do Estado de São Paulo, bacharel em Letras-Italiano pela Universidade Federal de Santa Catarina, cronista no Portal Marília Global e professor de Literatura e Redação no CSA Objetivo.

Publicado
2016-08-29
Como Citar
Borba, A. (2016). A higienização do século XIX e o “contra a corrupção” do século XXI. Revista Estudos Culturais, (3). Recuperado de http://www.revistas.usp.br/revistaec/article/view/149564
Edição
Seção
ARTIGOS