Valesca Popozuda: ministra da Educação

  • Aristoteles Berino Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

Resumo

Os chamados funks sensuais fazem parte da cultura juvenil da cidade do Rio de Janeiro. Valesca Popozuda é uma das suas principais estrelas, amplamente conhecida através das mídias. As vozes femininas do funk chamam atenção pelas letras que narram façanhas e fantasias que destoam da imagem que são destinadas ao sexo feminino. São vozes que que presentificam existências recalcadas pelo falocentrismo dominantes nas narrativas sobre o amor, o sexo e a vida na cidade. Seus aspectos políticos e culturais são agora estudados e debatidos. A política convencional também desperta para a cultura popular das periferias. O artigo lembra dois encontros ocorridos entre Lula e Valesca Popuzada, nos anos de 2008 e 2009. Oportunidade para a funkeira entregar ao então presidente uma letra de música que fala da favela, do funk, dos jovens e até da possibilidade de ser ministra da Educação. O artigo discute a intromissão das vozes femininas dos funks sensuais na vida das cidades como agenciamento politicamente significativo através das interpelações que produz. Na tradição dos estudos culturais, se propõe a problematizar o poder através também da criação popular no circuito da cidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Aristoteles Berino, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro
Aristoteles Berino é professor da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (Campus Nova Iguaçu).
Publicado
2014-06-25
Como Citar
Berino, A. (2014). Valesca Popozuda: ministra da Educação. Revista Estudos Culturais, 1(1). Recuperado de http://www.revistas.usp.br/revistaec/article/view/98370
Edição
Seção
DOSSIÊ SOBRE CULTURA POPULAR URBANA