A fome antropofágica: utopias e contradições

  • Fernanda Oliveira Filgueiras Universidade de São Paulo
  • Mauro de Mello Leonel Universidade de São Paulo
Palavras-chave: Modernismo, Literatura, Cultura.

Resumo

O Modernismo no Brasil significou um marco, que anunciou o fim de um período cultural caracterizado pelo legado e pelo conservadorismo. O Movimento Antropofágico foi a síntese artística e intelectual dessas reflexões. Este trabalho se propõe a discutir as contribuições e controvérsias deixadas pelo movimento no contexto de urbanização e cosmopolitismo em que ele emergiu na cidade de São Paulo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fernanda Oliveira Filgueiras, Universidade de São Paulo
Fernanda Oliveira Filgueiras é mestranda do Programa de Pós-Graduação Interunidades em Integração da América Latina da Universidade de São Paulo.
Mauro de Mello Leonel, Universidade de São Paulo
Mauro de Mello Leonel é professor da Universidade de São Paulo.
Publicado
2014-06-25
Como Citar
Filgueiras, F., & Leonel, M. (2014). A fome antropofágica: utopias e contradições. Revista Estudos Culturais, 1(1). Recuperado de http://www.revistas.usp.br/revistaec/article/view/98377
Edição
Seção
VARIA

Artigos mais lidos pelo mesmo (s) autor (es)